37 anos sem Cartola
Cartola durante o programa Ensaio, em 1974.

37 anos sem Cartola

Há 37 anos, morria no Rio de Janeiro o sambista Agenor de Oliveira, um dos maiores compositores populares da música brasileira no século XX.

Charles Rosa 30 nov 2017, 20:47

Há 37 anos, morria no Rio de Janeiro o sambista Agenor de Oliveira, um dos maiores compositores populares da música brasileira no século XX. Nascido em 1908, o genial Cartola teve uma vida cheia de percalços e dissabores, que seriam incorporados em seus característicos sambas a um só tempo concisos, lacônicos e existencialistas. Identificado eternamente com o verde e rosa da Estação Primeira de Mangueira, o sambista negro seria redescoberto tardiamente pelo mercado fonográfico, deixando apenas 5 discos gravados. Suas canções sobrevivem até hoje como exemplos insuperáveis da riqueza subjetiva do povo brasileiro.

Ouça abaixo a música “O sol nascerá”, tocada pelo próprio compositor no programa Ensaio da TV Cultura em 1974. A canção, composta de forma improvisada em parceria com Elton Medeiros em 1961, teve sua primeira gravação na voz de Nara Leão em 1964 no seu álbum de afirmação artística “Opinião”.

 


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
Publicamos a décima sétima edição da Revista Movimento ainda sob o impacto da pandemia da Covid-19. Em todo o mundo, as contradições acumulam-se. Este volume está dedicado à análise de várias dimensões desta verdadeira crise global e de seus desdobramentos. Com destaque, tratamos da mobilização antirracista nos Estados Unidos e no mundo, iniciada após o assassinato de George Floyd, e da situação brasileira, discutindo a crise do governo Bolsonaro e as recentes manifestações dos trabalhadores por aplicativos.