Não desiste
Foto Francisco Ucha / Divulgação

Não desiste

No aniversário de 68 anos do grande jornalista brasileiro Juca Kfouri, publicamos artigo de seu amigo e colega a seu respeito.

Tostão 4 mar 2018, 21:35

Existe no Brasil um grande número de jornalistas sérios, éticos, competentes, estudiosos e que criticam os absurdos que acontecem no esporte, fora dos gramados. Mas pouquíssimos, ou nenhum, têm tanta coragem, tantos conhecimentos e tanta competência sobre o assunto, como Juca Kfouri.

Há no esporte brasileiro, e em toda a sociedade, muitos espertalhões, corruptos, fisiologistas, coniventes, acomodados e só existe um Juca Kfouri. Sua luta é antiga, diária e constante, no jornal, no rádio, na televisão e na internet. Não sei como arruma tempo para fazer bem tantas coisas. Juca trabalha até quando dorme e sonha.

Gostaria de estar mais a seu lado. Mas não sou jornalista. Sou apenas um colunista e comentarista de futebol. Por isso, tenho um certo constrangimento, que não deveria ter, de falar sobre certas cosias. Gosto também muito mais da parte técnica, de falar mais do que acontece nos gramados e na preparação das equipes. Não tenho tantas informações sobre bastidores, de problemas políticos e econômicos. Prefiro não analisar o que não conheço bem.

Acontece o mesmo com vários jornalistas. Muitas coisas são óbvias, mas não podem ser aprovadas. Existe ainda um medo, um mal estar, de ser processado. Esse tipo de repressão é uma das táticas utilizadas pela turma que é criticada e/ou envolvida com falcatruas. São muitos, unidos e poderosos.

Com Juca é diferente. Ele se preparou para isso. Fala com segurança e com conhecimento. Juca não tem medo também de processos na Justiça. Já são tantos.

O sonho de Juca é ver nas diretorias dos clubes, das federações, da CBF, do COB, no Ministério dos Esportes e em outras instituições esportivas pessoas mais éticas, competentes e mais comprometidas com esporte, principalmente ex-atletas. Não é fácil. Poucos têm prepara para isso. E poucos fariam diferente. A mudança no esporte faz parte também de uma mudança em toda a sociedade.

Esse livro é uma reunião de artigos escritos por Juca sobre os problemas políticos e econômicos do esporte. Cada um melhor que o outro. Além da competência e dos conhecimentos na área esportiva, Juca possui uma cultura que vai além do esporte. Daí as inúmeras associações que faz de fatos que acontecem no esporte com outros que ocorrem na política e na vida brasileira.

A luta contra tantas coisas erradas no esporte não pode parar. Ainda bem que Juca não desiste.


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
“Enquanto os efeitos sanitários e econômicos da Covid-19 seguem fazendo-se sentir, escancarando a crise global do capitalismo, as lutas na América Latina começam a apresentar importantes conquistas no enfrentamento da extrema-direita continental. Na Bolívia, após meses de enfrentamentos e mobilização popular, a contundente vitória da chapa do MAS pôs fim ao governo ilegítimo e reacionário de Jeanine Áñez. No Chile, após as multitudinárias manifestações de 2019, o plebiscito levou a uma vitória esmagadora em favor de uma nova constituição elaborada por assembleia exclusiva. Na campanha eleitoral estadunidense em curso, está em jogo a possibilidade de derrotar o trumpismo, que anima movimentos neofascistas e racistas naquele país e em todo o mundo. Ao mesmo tempo, as eleições municipais brasileiras abrem a possibilidade de construir uma alternativa nas cidades que contribua para isolar e derrotar o bolsonarismo. A décima oitava edição da Revista Movimento debruça-se sobre esses processos de mobilização nas ruas e de enfrentamento eleitoral em curso”.