Atentado contra Jair Bolsonaro: desastre e mais confusão
Reprodução

Atentado contra Jair Bolsonaro: desastre e mais confusão

Não relativizamos o repúdio ao atentado, até porque tal ação fortalece a irracionalidade, a intolerância, a violência, tudo aquilo que nós combatemos.

Roberto Robaina 6 set 2018, 22:50

O atentado contra Bolsonaro é grave. Uma ação de um sujeito possivelmente transtornado que fez, na prática, uma tentativa de assassinato. Deve ser julgado e condenado por isso.

Como todos sabem, não concordamos com Bolsonaro. Sua política promove o ódio contra quem se reivindica de esquerda, contra os negros, contra os LGBTs, contra as mulheres. Sua posição é de candidato a Hitler tupiniquim.

Apesar disso, não relativizamos o repúdio ao atentado, até porque tal ação fortalece a irracionalidade, a intolerância, a violência, tudo aquilo que nós combatemos. Assim o dia de hoje é desastroso porque provoca mais confusão num país em que o povo está sem representação dos seus verdadeiros interesses e mais assistindo do que participando da política.

Nosso chamado é pela mais ampla participação popular. Para que todos repudiem a violência individual e ao mesmo tempo estejam vigilantes na defesa dos direitos dos trabalhadores, dos jovens e do povo pobre.


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
Publicamos a décima sétima edição da Revista Movimento ainda sob o impacto da pandemia da Covid-19. Em todo o mundo, as contradições acumulam-se. Este volume está dedicado à análise de várias dimensões desta verdadeira crise global e de seus desdobramentos. Com destaque, tratamos da mobilização antirracista nos Estados Unidos e no mundo, iniciada após o assassinato de George Floyd, e da situação brasileira, discutindo a crise do governo Bolsonaro e as recentes manifestações dos trabalhadores por aplicativos.