Podcast: Luciana Genro comenta sobre a colaboração criminosa entre Moro e Dallagnol
Dallagnol e Moro. Reprodução

Podcast: Luciana Genro comenta sobre a colaboração criminosa entre Moro e Dallagnol

Ao misturar interesses políticos com operações jurídicas, Moro e Dallagnol prestaram um grande serviço ao crime do colarinho branco e ajudaram a enfraquecer a luta contra a corrupção.

Luciana Genro 10 jun 2019, 19:56

Em seu segundo podcast, a deputada estadual Luciana Genro (PSOL-RS) comenta a respeito das mensagens divulgadas pelo site The Intercept Brasil, que demonstram uma colaboração ilegal entre o ex-juiz Sérgio Moro e o procurador federal Deltan Dallagnol no marco da Operação Lava Jato.

Para Luciana, ao misturar interesses políticos com operações jurídicas, Moro e Dallagnol prestaram um grande serviço ao crime do colarinho branco e ajudaram a enfraquecer a luta contra a corrupção.

Mesmo não tendo dúvida que o Lula estabeleceu relações promíscuas com as empreiteiras, o viés político da sua prisão, provado agora categoricamente pelo The Intercept, sempre foi evidente. Por isso, para Luciana Genro, esse episódio deveria levar à liberdade de Lula e à anulação do seu processo.

A Deputada encerra o podcast convocando a população para a Greve Geral do dia 14 de junho e para a luta em defesa da educação pública e contra os cortes do governo Bolsonaro no orçamento.

Clique aqui para ouvir o podcast no Spotify.

Publicado originalmente em lucianagenro.com.br.


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
O MES completa 20 anos. A edição n. 14-15 da Revista Movimento é dedicada por completo ao importante evento que marca duas décadas de nossa história. Apesar de jovens, podemos dizer que poucas organizações na história política da esquerda brasileira alcançaram essa marca com tamanho vigor. Longe de autoproclamação, desejamos transformar nossos êxitos em força social e militante para novos e amplos impulsos. Ainda não cumprimos uma maratona, mas nossa história sem dúvida deixou para trás a visão de curto prazo, que alguns adversários nos chegaram a prognosticar. Diante das muitas provas, vitórias e algumas derrotas, podemos celebrar e somar forças para enfrentar as tarefas imediatas: derrotar a tentação autoritária de Bolsonaro e avançar na construção de uma alternativa socialista.