Líder do PSOL na Câmara se reúne com equipe de Bernie Sanders nos EUA
Reprodução

Líder do PSOL na Câmara se reúne com equipe de Bernie Sanders nos EUA

Fernanda Melchionna conversou com lideranças da esquerda estadunidense.

Equipe Fernanda Melchionna 27 fev 2020, 16:44

Ao se encontrar com a Secretária-Geral de Direitos Humanos da OEA, a deputada do PSOL também tratou do aumento de feminicídios e estupros no Brasil e as tentativas de avanços de temas conservadores nas escolas brasileiras.

A líder do PSOL na Câmara dos Deputados, Fernanda Melchionna, está nos Estados Unidos a convite do Congresso dos EUA para uma série de reuniões e atividades sobre a escalada autoritária que acontece no Brasil, ao lado das também deputadas Joenia Wapichana (Rede) e Erika Kokay (PT).

Na última terça-feira (25), Fernanda Melchionna representou o PSOL em uma reunião com a equipe do candidato socialista nas prévias do Partido Democrata às eleições dos EUA, Bernie Sanders. Ainda no início do processo eleitoral para definir o oponente de Donald Trump, Bernie desponta como favorito à indicação como candidato do Partido Democrata com uma plataforma radical de reformas estruturais e programas sociais nos EUA.

Como definiu Fernanda Melchionna ao divulgar a reunião em suas redes sociais, a campanha de Bernie Sanders mostra que é possível fazer “o socialismo crescer no coração do imperialismo”. A campanha do socialista democrático, que recusa doações de bilionários e grandes empresários, conta com crescente engajamento de jovens, latinos, mulheres, negros e operários por todos os estados americanos.

Na última prévia democrata, realizada no último sábado (22) em Nevada, Bernie Sanders conseguiu uma vitória avassaladora com 46,8% dos votos e 24 dos 36 delegados eleitos pelo estado para a Conferência do Partido Democrata.

REUNIÃO COM A ORGANIZAÇÃO DOS ESTADOS AMERICANOS (OEA)

Fernanda Melchionna também se reuniu com representantes da Organização dos Estados Americanos (OEA) em Washington para tratar das crescentes ameaças de legalização da mineração em terras indígenas no Brasil e os sistemáticos ataques do próprio presidente Jair Bolsonaro aos povos indígenas.

Ao se encontrar com a Secretária-Geral de Direitos Humanos da OEA, a deputada do PSOL também tratou do aumento de feminicídios e estupros no Brasil e as tentativas de avanços de temas conservadores nas escolas brasileiras.

Fonte: https://psol50.org.br/lider-do-psol-na-camara-se-reune-com-equipe-de-bernie-sanders-nos-eua/


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
Na 16ª edição, estão disponíveis dois dossiês. No primeiro, sobre o ecossocialismo, podem-se se encontrar as recentes teses de Michael Löwy, além de uma entrevista com o sociólogo e dirigente da IV Internacional. Também publicamos uma entrevista com Zé Rainha, dirigente da FNL, sobre sua trajetória de luta e os desafios dos socialistas no Brasil; uma entrevista com Antônia Cariongo, dirigente quilombola e do PSOL-MA; e artigos de Luiz Fernando Santos, sobre a lógica marxista e a Amazônia, e de Marcela Durante, do Setorial Ecossocialista do PSOL. O segundo dossiê traz algumas análises iniciais sobre a pandemia de coronavírus. Há artigos de Mike Davis e Daniel Tanuro; documentos do MES e do Bureau da IV Internacional; além de uma densa análise de nossas companheiras Evelin Minowa, Joyce Martins, Luana Alves, Natália Peccin Gonçalves, Natalia Pennachioni e Vanessa Couto e de um artigo do camarada Bruno Magalhães. A seção de depoimentos traz um instigante artigo de Pedro Fuentes sobre a história de seu irmão Luis Pujals, o primeiro desaparecido político da história da Argentina. Já a seção internacional traz uma análise do sociólogo William I. Robinson sobre a situação latino-americana.