Sâmia Bomfim apresenta projeto de lei para suspender mensalidades durante a quarentena

Sâmia Bomfim apresenta projeto de lei para suspender mensalidades durante a quarentena

Estudantes que perderam o emprego na pandemia não conseguem quitar as dívidas escolares.

Equipe Sâmia Bomfim 19 abr 2020, 16:49

A deputada Sâmia Bomfim apresentou um projeto de lei para suspender as mensalidades do Fundo de Financiamento do Ensino Superior (FIES) durante a quarentena.

Saiba mais aqui

O mandato da deputada atendeu a uma demanda do coletivo Juntos!, formado por jovens universitários. Muitos estudantes procuraram a deputada e o coletivo para pedir auxílio, porque perderam seus empregos na pandemia do Covid-19 e não têm mais condições de arcar com as mensalidades do FIES.

“Estamos vivendo um momento muito difícil tanto do ponto de vista sanitário como econômico. Além de garantir que as pessoas fiquem em casa e com saúde, precisamos dar condições para que elas não fiquem superendividadas. Muita gente já perdeu o emprego por causa da pandemia, e é desumano exigir que elas tenham que arcar com os FIES, sem ter condições para isso”, afirma Sâmia.

O PL também prevê que o estudante possa solicitar a suspensão do pagamento das mensalidades, que serão incorporadas no débito do financiamento, sem incidência de juros.

Artigo originalmente publicado no site da deputada.

Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
“Enquanto os efeitos sanitários e econômicos da Covid-19 seguem fazendo-se sentir, escancarando a crise global do capitalismo, as lutas na América Latina começam a apresentar importantes conquistas no enfrentamento da extrema-direita continental. Na Bolívia, após meses de enfrentamentos e mobilização popular, a contundente vitória da chapa do MAS pôs fim ao governo ilegítimo e reacionário de Jeanine Áñez. No Chile, após as multitudinárias manifestações de 2019, o plebiscito levou a uma vitória esmagadora em favor de uma nova constituição elaborada por assembleia exclusiva. Na campanha eleitoral estadunidense em curso, está em jogo a possibilidade de derrotar o trumpismo, que anima movimentos neofascistas e racistas naquele país e em todo o mundo. Ao mesmo tempo, as eleições municipais brasileiras abrem a possibilidade de construir uma alternativa nas cidades que contribua para isolar e derrotar o bolsonarismo. A décima oitava edição da Revista Movimento debruça-se sobre esses processos de mobilização nas ruas e de enfrentamento eleitoral em curso”.