PSOL pede visita emergencial de comissão de Direitos Humanos ao Brasil por gestão catastrófica de Bolsonaro

Solicitação foi feita diante da gestão de Jair Bolsonaro em relação à pandemia de COVID-19.

Equipe Fernanda Melchionna 20 maio 2020, 17:59

Bancada do PSOL na Câmara dos Deputados enviou uma solicitação, no último domingo (17), à Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) de uma visita emergencial ao Brasil diante da catastrófica gestão de Jair Bolsonaro em relação à pandemia de COVID-19.

Motivação foi a segunda alteração no comando do Ministério da Saúde em menos de um mês, oficializada após a demissão de Nelson Teich. Os parlamentares solicitam que uma delegação da Comissão Interamericana visite, com urgência, o país para averiguar a situação de desmonte e descontinuidade do sistema público de saúde, em meio à pandemia.

A carta foi endereçada ao presidente da Comissão Interamericana de Direitos Humanos, Joel Hernandez Garcia, e foi copiada ao secretário executivo da CIDH, o brasileiro Paulo Abrão.

Dados oficiais indicam que foram registradas já mais de 14 mil mortes provocadas pela Covid-19 e mais de 200 mil casos confirmados da doença em todo o País. O Brasil, lamentavelmente, é um dos países onde a curva epidêmica cresce mais aceleradamente, e onde a resposta do poder público tem causado maior preocupação.

“É nesse cenário dramático que o presidente Jair Bolsonaro se isola como um dos últimos líderes negacionistas. Jair Bolsonaro confronta e menospreza as orientações das autoridades sanitárias nacionais e internacionais, que vão no sentido de promover medidas de contenção, distanciamento social, restrição da circulação de pessoas, colocando em risco a vida dos brasileiros e brasileiras”, afirma o PSOL no pedido de visita emergencial.

Citando a recente Resolução da CIDH sobre “Pandemia e Direitos Humanos nas Américas”, as deputadas e deputados do PSOL também pedem que a Comissão se pronuncie com urgência sobre a conduta do governo Bolsonaro em relação à pandemia.

Também reiteram os pedidos apresentados em uma denúncia feita no último dia 17 de abril em conjunto com dezenas de entidades, professores, juristas, parlamentares e diferentes figuras públicas. Naquela ocasião, denunciaram o Estado brasileiro por violações cometidas por Bolsonaro aos direitos à saúde, à vida e à informação clara, precisa e cientificamente embasada sobre as ações, articulações e políticas públicas eficientes de combate à COVID-19.

Artigo originalmente publicado no site da deputada Fernanda Melchionna.

Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Ver todos

Podcast Em Movimento

Capa da última edição da Revista Movimento
Esta é a vigésima primeira edição da Revista Movimento, dedicada aos debates em curso do VII Congresso Nacional do PSOL. Nela encontram-se artigos de análise, polêmica e discussão programática para subsidiar os debates de nossos camaradas em todo o país e contribuir com a batalha pela pré-candidatura de nosso companheiro Glauber Braga à presidência da República pelo PSOL. A edição também conta com análises de importantes questões internacionais contemporâneas e de outros temas de interesse, como os desafios da luta pelo “Fora, Bolsonaro” e as crises hídrica e elétrica no Brasil. Num ano de 2021 ainda marcado pela tragédia da pandemia da Covid-19 e pelo descaso criminoso de governos em todo o mundo, lamentamos a perda de nosso grande camarada Tito Prado (1949-2021), militante internacionalista e dirigente de Nuevo Perú. A ele dedicamos esta edição de nossa revista e, em sua homenagem, publicamos artigos em sua memória. Boa leitura!