Chamada internacional para a libertação imediata de todos os presos políticos na Rússia
x91244326_Opposition-leader-Alexei-Navalny-is-escorted-out-of-a-police-station-in-Khimki-outside.jpg.pagespeed.ic_.h7HxdJZpt5-1086x630-1

Chamada internacional para a libertação imediata de todos os presos políticos na Rússia

Embora tenhamos divergências com a orientação pró-capitalista de Navalny, que neste ponto não é diferente da do regime de Putin e não constitui uma verdadeira alternativa democrática e social, exigimos a libertação imediata de Alexei Navalny e outros prisioneiros políticos, e somos solidários com todos aqueles na Rússia que lutam pela justiça social e ambiental e pelos direitos democráticos fundamentais.

No final de janeiro de 2021, uma onda de protestos massivos varreu as principais cidades da Rússia. A ocasião destes protestos foi a prisão do opositor Alexei Navalny, mas a verdadeira causa foi a enorme desigualdade social e a privação de direitos políticos no país. Nem todos que saíram às ruas eram partidários de Navalny, mas todos estavam unidos por um desejo de mudança social e política e um cansaço com o regime autoritário e corrupto que governa a Rússia de hoje.

Os manifestantes pacíficos tiveram que enfrentar uma brutalidade policial sem precedentes (mesmo para a Rússia de Putin): em poucos dias, mais de 10.000 pessoas foram presas, muitas das quais foram espancadas durante a prisão. Um clima de medo reina no país: estudantes que participaram dos comícios foram expulsos das universidades, professores que simpatizavam com eles perderam seus empregos, e estudantes do ensino médio foram intimidados maciçamente por expressarem sua posição política.

Embora tenhamos divergências com a orientação pró-capitalista de Navalny, que neste ponto não é diferente da do regime de Putin e não constitui uma verdadeira alternativa democrática e social, exigimos a libertação imediata de Alexei Navalny e outros prisioneiros políticos, e somos solidários com todos aqueles na Rússia que lutam pela justiça social e ambiental e pelos direitos democráticos fundamentais.

Nome:

Sobrenome:

País:

Como desejo ser apresentado neste apelo:

Endereço de e-mail:

Nome da organização se a organização assinar:

Site da organização:

Retornar as assinaturas para polsolidaritycall@gmail.com


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
“Enquanto os efeitos sanitários e econômicos da Covid-19 seguem fazendo-se sentir, escancarando a crise global do capitalismo, as lutas na América Latina começam a apresentar importantes conquistas no enfrentamento da extrema-direita continental. Na Bolívia, após meses de enfrentamentos e mobilização popular, a contundente vitória da chapa do MAS pôs fim ao governo ilegítimo e reacionário de Jeanine Áñez. No Chile, após as multitudinárias manifestações de 2019, o plebiscito levou a uma vitória esmagadora em favor de uma nova constituição elaborada por assembleia exclusiva. Na campanha eleitoral estadunidense em curso, está em jogo a possibilidade de derrotar o trumpismo, que anima movimentos neofascistas e racistas naquele país e em todo o mundo. Ao mesmo tempo, as eleições municipais brasileiras abrem a possibilidade de construir uma alternativa nas cidades que contribua para isolar e derrotar o bolsonarismo. A décima oitava edição da Revista Movimento debruça-se sobre esses processos de mobilização nas ruas e de enfrentamento eleitoral em curso”.