Renatinho seguirá em nossos sonhos e lutas
Renatinho

Renatinho seguirá em nossos sonhos e lutas

O companheiro Renatinho, ex-vereador de Niterói pelo PSOL, foi mais uma das vidas perdidas para a Covid-19.

PSOL Niterói 18 mar 2021, 20:26

Com profundo pesar informamos o falecimento do nosso querido Renatinho após quadro de complicações pela Covid-19.

Renatinho foi um trabalhador ambulante com deficiência que surgiu na cena pública de Niterói lutando contra os desmandos à sua categoria. Vendendo paninhos em uma das esquinas de Icaraí, precisou lutar muito para garantir seu direito ao trabalho.

Tornou-se vereador por cinco mandatos, sendo o primeiro eleito pelo PSOL Niterói. Nosso camarada também foi presidente da Comissão de Direitos Humanos, defensor da pessoa com deficiência e das causas populares, dos direitos dos trabalhadores, dos animais e do meio ambiente.

Em situação grave, resistiu bravamente por vários dias em UTI. Hoje, infelizmente, nos deixou.

Nossos pêsames e solidariedade a seus familiares, amigos e companheiros. Perdemos alguém excepcional que estará para sempre em nossas memórias e lutas.

Renatinho, presente!


Originalmente publicado pelo PSOL-Niterói.


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
“Enquanto os efeitos sanitários e econômicos da Covid-19 seguem fazendo-se sentir, escancarando a crise global do capitalismo, as lutas na América Latina começam a apresentar importantes conquistas no enfrentamento da extrema-direita continental. Na Bolívia, após meses de enfrentamentos e mobilização popular, a contundente vitória da chapa do MAS pôs fim ao governo ilegítimo e reacionário de Jeanine Áñez. No Chile, após as multitudinárias manifestações de 2019, o plebiscito levou a uma vitória esmagadora em favor de uma nova constituição elaborada por assembleia exclusiva. Na campanha eleitoral estadunidense em curso, está em jogo a possibilidade de derrotar o trumpismo, que anima movimentos neofascistas e racistas naquele país e em todo o mundo. Ao mesmo tempo, as eleições municipais brasileiras abrem a possibilidade de construir uma alternativa nas cidades que contribua para isolar e derrotar o bolsonarismo. A décima oitava edição da Revista Movimento debruça-se sobre esses processos de mobilização nas ruas e de enfrentamento eleitoral em curso”.