Nota do PSOL sobre a injusta condenação de Milton Temer
MiltonTemer-880x460

Nota do PSOL sobre a injusta condenação de Milton Temer

Nota do PSOL sobre a injusta condenação de Milton Temer, fruto de sua incansável luta e constante solidariedade ao povo palestino.

12 jul 2021, 14:39

O Partido Socialismo e Liberdade tem a tradição de se colocar ao lado dos povos que lutam por sua libertação nacional, e em defesa de sua soberania contra quaisquer intervenções estrangeiras.

Nesse contexto, a questão Palestina adquire dimensão especial, tendo em vista a importância geopolítica do Oriente Médio e as reiteradas violações à lei internacional e às determinações da ONU promovidas pelo Estado de Israel.

Nossa solidariedade ao povo Palestino em sua luta dramática contra a opressão que lhe é imposta pelos exércitos de ocupação israelenses, nos permite estender essa solidariedade ao camarada Milton Temer diante da injusta condenação a que veio a ser submetido por sua incansável e constante solidariedade praticada na linha correspondente ao que o PSOL vem tomando desde sua fundação.

O parecer favorável à absolvição de Milton Temer emitido pelo Ministério Público, em ação movida contra adversária política do PSOL no Rio de Janeiro, e desconhecido pela Juiza que assinou a sentença, é mais uma prova cabal do reconhecimento de que Temer nada mais fez que manifestar publicamente posições que estão presentes em resoluções públicas do PSOL.

Expressamos nossa solidariedade ao companheiro Milton Temer e repudiamos a judicialização das divergências políticas. Em uma democracia, a criminalização das opiniões é inaceitável.

Executiva Nacional do PSOL
12 de julho de 2021.


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Ver todos

Podcast Em Movimento

Capa da última edição da Revista Movimento
Esta é uma edição especial de nossa Revista Movimento, de números 19 e 20. Nela, publicamos um dossiê que celebra os 150 anos de nascimento de Rosa Luxemburgo, vinculado à iniciativa coordenada por nossa camarada Luciana Genro: o curso da Escola Marx “150 anos de Rosa Luxemburgo: pensamento e ação”.