Melchionna é a única deputada gaúcha a destinar emendas de prevenção a desastres
Fernanda Foto Luis Macedo- Câmara dos Deputados

Melchionna é a única deputada gaúcha a destinar emendas de prevenção a desastres

Parlamentar reservou R$ 1 milhão do orçamento de 2024 para auxiliar na execução de estudos, projetos e obras para prevenir erosão costeira em áreas urbanas.

Tatiana Py Dutra 9 maio 2024, 10:00

Foto: Luiz Macedo/Câmara dos Deputados

Dentre os 34 parlamentares gaúchos que integram a Câmara dos Deputados, Fernanda Melchionna (PSOL-RS) foi a única a destinar emendas específicas do orçamento de 2024 para a prevenção de desastres no Rio Grande do Sul. Ela reservou um montante de R$ 1 milhão para auxiliar na execução de estudos, planos, projetos e obras direcionados à prevenção e proteção contra a erosão costeira em áreas urbanas. Essas ações serão conduzidas pelo Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional, o órgão responsável pelas atividades de Defesa Civil. 

“A catástrofe que assola o Rio Grande do Sul não é um evento isolado. No ano passado e estado já havia passado por fortes chuvas e enchentes, que vitimaram 75 pessoas. Eu estive no Vale do Taquari, um dos locais mais atingidos, prestando solidariedade e ouvindo demandas. Por isso decidimos destinar essa emenda para as defesas civis municipais do Rio Grande do Sul. Só reforça a importância de as emendas seres destinadas para a real necessidade do povo”, afirmou a deputada em entrevista ao Congresso em Foco.

Fernanda Melchionna também direcionou R$ 2 milhões para a ação “Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado”, também de inciativa do ministério para a prevenção de desastres. Neste caso, outros três parlamentares devem destinar verbas: Márcio Biolchi (MDB), com R$ 3 milhões; Carlos Gomes (Republicanos), R$ 400 mil; e senador Paulo Paim (PT), que alocou R$ 317,4 mil. Os valores anunciados ainda não estão oficialmente comprometidos. 

Castigo das águas

O recurso é necessário, é bem-vindo, mas segue diminuto ante a necessidade de proteção de estados e municípios. Do montante de R$ 44 bilhões autorizados para emendas parlamentares em todo o Brasil em 2024, apenas R$ 59,2 milhões foram destinados a ações diretamente relacionadas à prevenção e recuperação de desastres, e apenas um pouco mais de R$ 1 milhão foi efetivamente empenhado até agora. 


Frequentemente afetada por fenômenos climáticos, Santa Catarina deve receber pouco mais de R$ 4 milhões para prevenção de desastres causados pelas águas, enquanto a Defesa Civil será contemplada com R$ 340 mil. Igualmente, as cifras ainda não foram oficialmente comprometidas.


TV Movimento

Palestina livre: A luta dos jovens nos EUA contra o sionismo e o genocídio

A mobilização dos estudantes nos Estados Unidos, com os acampamentos pró-Palestina em dezenas de universidades expôs ao mundo a força da luta contra o sionismo em seu principal apoiador a nível internacional. Para refletir sobre esse movimento, o Espaço Antifascista e a Fundação Lauro Campos e Marielle Franco realizam uma live na terça-feira, dia 14 de maio, a partir das 19h

Roberto Robaina entrevista Flávio Tavares sobre os 60 anos do golpe de 1º de abril

Entrevista de Roberto Robaina com o jornalista Flávio Tavares, preso e torturado pela ditadura militar brasileira, para a edição mensal da Revista Movimento

PL do UBER: regulamenta ou destrói os direitos trabalhistas?

DEBATE | O governo Lula apresentou uma proposta de regulamentação do trabalho de motorista de aplicativo que apresenta grandes retrocessos trabalhistas. Para aprofundar o debate, convidamos o Profº Ricardo Antunes, o Profº Souto Maior e as vereadoras do PSOL, Luana Alves e Mariana Conti
Editorial
Paula Kaufmann | 16 jun 2024

O outono feminista em defesa do aborto legal

A luta contra o retrocesso representado pelo PL do aborto coloca o movimento de mulheres novamente nas ruas
O outono feminista em defesa do aborto legal
Edição Mensal
Capa da última edição da Revista Movimento
Revista Movimento nº 51
Esta edição da Revista tem como centro temático um “Dossiê: Transviando o marxismo”, por ocasião ao mês do Mês do Orgulho LGBTQIA+. Ela começa com o texto Manifesto Marxista-Pajubá que se propõe a imprimir uma perspectiva marxista à luta de travestis e demais pessoas trans e às formulações respectivas à transgeneridade. Organizado pelo Núcleo Pajubá do MES, este manifesto oferece um espaço de reflexão, resistência e articulação política, onde vozes diversas e potentes se encontram para desafiar o status quo opressor e explorador e construir lutas de emancipação.
Ler mais

Podcast Em Movimento

Colunistas

Ver todos

Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Ver todos

Podcast Em Movimento

Capa da última edição da Revista Movimento
Esta edição da Revista tem como centro temático um “Dossiê: Transviando o marxismo”, por ocasião ao mês do Mês do Orgulho LGBTQIA+. Ela começa com o texto Manifesto Marxista-Pajubá que se propõe a imprimir uma perspectiva marxista à luta de travestis e demais pessoas trans e às formulações respectivas à transgeneridade. Organizado pelo Núcleo Pajubá do MES, este manifesto oferece um espaço de reflexão, resistência e articulação política, onde vozes diversas e potentes se encontram para desafiar o status quo opressor e explorador e construir lutas de emancipação.