Nas próximas semanas, nossa retrospectiva de 2017
"Camponeses" (1930) de Kazimir Malevich

Nas próximas semanas, nossa retrospectiva de 2017

Selecionamos aos nossos leitores uma retrospectiva das melhores publicações de nosso portal e da revista impressa em 2017. Diariamente, até 8 de janeiro, será possível encontrar estes materiais em nossa página no facebook.

Thiago Aguiar 22 dez 2017, 20:16

Em 2017, inauguramos nosso portal e tivemos a oportunidade de expandir o trabalho editorial que fazemos com nossa Revista Movimento impressa. Por sinal, nossa publicação completará 2 anos em abril e para marcar esta data realizaremos uma série de atividades e novas iniciativas em nosso portal.

Até a retomada de nossos trabalhos em 2018, teremos duas semanas de recesso em que selecionamos aos nossos leitores uma retrospectiva das melhores publicações de nosso portal e da revista impressa em 2017. Diariamente, até 8 de janeiro, será possível encontrar estes materiais em nossa página no facebook. Na sequência, voltaremos com nossas atividades de seleção de materiais, difusão de nossas posições e tradução do que de melhor vem sendo debatido nas publicações socialistas marxistas internacionais.

Aproveitamos a oportunidade para agradecer a todos os que colaboraram ao longo deste ano enviando artigos e sugestões de materiais, bem como a nossos leitores e companheiros de lutas. Desejamos a todos um excelente ano novo!


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
“Enquanto os efeitos sanitários e econômicos da Covid-19 seguem fazendo-se sentir, escancarando a crise global do capitalismo, as lutas na América Latina começam a apresentar importantes conquistas no enfrentamento da extrema-direita continental. Na Bolívia, após meses de enfrentamentos e mobilização popular, a contundente vitória da chapa do MAS pôs fim ao governo ilegítimo e reacionário de Jeanine Áñez. No Chile, após as multitudinárias manifestações de 2019, o plebiscito levou a uma vitória esmagadora em favor de uma nova constituição elaborada por assembleia exclusiva. Na campanha eleitoral estadunidense em curso, está em jogo a possibilidade de derrotar o trumpismo, que anima movimentos neofascistas e racistas naquele país e em todo o mundo. Ao mesmo tempo, as eleições municipais brasileiras abrem a possibilidade de construir uma alternativa nas cidades que contribua para isolar e derrotar o bolsonarismo. A décima oitava edição da Revista Movimento debruça-se sobre esses processos de mobilização nas ruas e de enfrentamento eleitoral em curso”.