183 anos da Revolta dos Malês
Reprodução

183 anos da Revolta dos Malês

Reafirmar a memória da Revolta dos Malês é manter viva a nossa luta contra o racismo ainda presente em nossa sociedade.

Josemar Carvalho 24 jan 2018, 17:38

A Revolta do Malês foi um levante de escravos em Salvador, capital da Bahia, que aconteceu na noite de 24 para 25 de janeiro de 1835.

Organizado por negros africanos recém chegados ao Brasil, a Revolta dos Malês foi um dos maiores movimentos de resistência a Escravidão e a intolerância religiosa no período imperial.

Diferente da historiografia oficial, a luta do negro no Brasil é marcada por várias formas de luta. Os quilombos, os levantes, as “guerras de mato” foram processos legitimos de autodefesa e organização de luta pela liberdade. Reivindicamos uma releitura da história de nosso país onde coloque o papel de centralidade do oprimido na construção social.

Reafirmar a memória da Revolta dos Malês é manter viva a nossa luta contra o racismo ainda presente em nossa sociedade.


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
Publicamos a décima sétima edição da Revista Movimento ainda sob o impacto da pandemia da Covid-19. Em todo o mundo, as contradições acumulam-se. Este volume está dedicado à análise de várias dimensões desta verdadeira crise global e de seus desdobramentos. Com destaque, tratamos da mobilização antirracista nos Estados Unidos e no mundo, iniciada após o assassinato de George Floyd, e da situação brasileira, discutindo a crise do governo Bolsonaro e as recentes manifestações dos trabalhadores por aplicativos.