Justicia por Marielle e Anderson!
Manifestantes se reúnem em ato multirreligioso por Marielle no Rio - Ricardo Borges

Justicia por Marielle e Anderson!

Marea Socialista condena o assassinato da vereadora Marielle Franco e exige justiça e celeridade no caso.

Marea Socialista 21 mar 2018, 16:57

Desde Marea Socialista, nos unimos à tristeza que embarga os povos latino-americanos em consequência do covarde assassinato de nossa companheira e lutadora Marielle Franco, vereadora do Rio de Janeiro pelo Partido Socialismo e Liberdade.

Esta profunda tristeza explica-se ao se comprovar que a violência e a morte se instalaram como métodos dos poderosos de calar a dissidência. Um tristeza que ao contrário de nos desmobilizar nos produz indignação, nos produz profundo mal-estar. Não podemos ficar tranquilos enquanto são os corpos das mulheres, os negros, os pobres, os ambientalistas, as trans, os que lutam contra a corrupção as principais vítimas desta violência assassina.

Nos somamos à exigência de justiça que deve ser assegurada a todo custo, coisa que não procederá como um trâmite burocrático mas como uma luta a se conquistar, porque a impunidade é a norma de um estado corrompido como o é o Estado brasileiro neste momento.

Saudamos com profundo respeito e carinho a nossos companheiros do PSOL e ao povo brasileiro em geral nesta dolorosa perda, que unifica toda a humanidade brasileira que opina que esse extenso e belo território pode ser compartilhado em tolerância, aceitação e respeito.

Por Marielle, uma mulher que sintetizava em sua luta um projeto de mundo distinto da barbárie capitalista.

15 de março de 2018


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
Na 16ª edição, estão disponíveis dois dossiês. No primeiro, sobre o ecossocialismo, podem-se se encontrar as recentes teses de Michael Löwy, além de uma entrevista com o sociólogo e dirigente da IV Internacional. Também publicamos uma entrevista com Zé Rainha, dirigente da FNL, sobre sua trajetória de luta e os desafios dos socialistas no Brasil; uma entrevista com Antônia Cariongo, dirigente quilombola e do PSOL-MA; e artigos de Luiz Fernando Santos, sobre a lógica marxista e a Amazônia, e de Marcela Durante, do Setorial Ecossocialista do PSOL. O segundo dossiê traz algumas análises iniciais sobre a pandemia de coronavírus. Há artigos de Mike Davis e Daniel Tanuro; documentos do MES e do Bureau da IV Internacional; além de uma densa análise de nossas companheiras Evelin Minowa, Joyce Martins, Luana Alves, Natália Peccin Gonçalves, Natalia Pennachioni e Vanessa Couto e de um artigo do camarada Bruno Magalhães. A seção de depoimentos traz um instigante artigo de Pedro Fuentes sobre a história de seu irmão Luis Pujals, o primeiro desaparecido político da história da Argentina. Já a seção internacional traz uma análise do sociólogo William I. Robinson sobre a situação latino-americana.