Justicia por Marielle e Anderson!

Marea Socialista condena o assassinato da vereadora Marielle Franco e exige justiça e celeridade no caso.

Marea Socialista 21 mar 2018, 16:57

Desde Marea Socialista, nos unimos à tristeza que embarga os povos latino-americanos em consequência do covarde assassinato de nossa companheira e lutadora Marielle Franco, vereadora do Rio de Janeiro pelo Partido Socialismo e Liberdade.

Esta profunda tristeza explica-se ao se comprovar que a violência e a morte se instalaram como métodos dos poderosos de calar a dissidência. Um tristeza que ao contrário de nos desmobilizar nos produz indignação, nos produz profundo mal-estar. Não podemos ficar tranquilos enquanto são os corpos das mulheres, os negros, os pobres, os ambientalistas, as trans, os que lutam contra a corrupção as principais vítimas desta violência assassina.

Nos somamos à exigência de justiça que deve ser assegurada a todo custo, coisa que não procederá como um trâmite burocrático mas como uma luta a se conquistar, porque a impunidade é a norma de um estado corrompido como o é o Estado brasileiro neste momento.

Saudamos com profundo respeito e carinho a nossos companheiros do PSOL e ao povo brasileiro em geral nesta dolorosa perda, que unifica toda a humanidade brasileira que opina que esse extenso e belo território pode ser compartilhado em tolerância, aceitação e respeito.

Por Marielle, uma mulher que sintetizava em sua luta um projeto de mundo distinto da barbárie capitalista.

15 de março de 2018


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Ver todos

Podcast Em Movimento

Capa da última edição da Revista Movimento
Esta é a vigésima primeira edição da Revista Movimento, dedicada aos debates em curso do VII Congresso Nacional do PSOL. Nela encontram-se artigos de análise, polêmica e discussão programática para subsidiar os debates de nossos camaradas em todo o país e contribuir com a batalha pela pré-candidatura de nosso companheiro Glauber Braga à presidência da República pelo PSOL. A edição também conta com análises de importantes questões internacionais contemporâneas e de outros temas de interesse, como os desafios da luta pelo “Fora, Bolsonaro” e as crises hídrica e elétrica no Brasil. Num ano de 2021 ainda marcado pela tragédia da pandemia da Covid-19 e pelo descaso criminoso de governos em todo o mundo, lamentamos a perda de nosso grande camarada Tito Prado (1949-2021), militante internacionalista e dirigente de Nuevo Perú. A ele dedicamos esta edição de nossa revista e, em sua homenagem, publicamos artigos em sua memória. Boa leitura!