Brasília: contradições de uma cidade nova

Brasília: contradições de uma cidade nova

No aniversário de Brasília, publicamos o curta documentário de Joaquim Pedro de Andrade que já em 1967 apontava o sentido contraditório da capital.

Joaquim Pedro de Andrade 21 abr 2018, 17:55

No dia de hoje Brasília completa 58 anos. Em homenagem à cidade projetada por Lúcio Costa e Niemeyer, publicamos o curta “Brasília: contradições de uma cidade nova” de Joaquim de Andrade. Esta obra prima do cinema brasileiro, lançada em 1967, retrata com maestria as contradições fundantes de nossa capital federal – espremida entre a energia em potência da modernidade e suas antíteses (nem tão) arcaicas.


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
Na 16ª edição, estão disponíveis dois dossiês. No primeiro, sobre o ecossocialismo, podem-se se encontrar as recentes teses de Michael Löwy, além de uma entrevista com o sociólogo e dirigente da IV Internacional. Também publicamos uma entrevista com Zé Rainha, dirigente da FNL, sobre sua trajetória de luta e os desafios dos socialistas no Brasil; uma entrevista com Antônia Cariongo, dirigente quilombola e do PSOL-MA; e artigos de Luiz Fernando Santos, sobre a lógica marxista e a Amazônia, e de Marcela Durante, do Setorial Ecossocialista do PSOL. O segundo dossiê traz algumas análises iniciais sobre a pandemia de coronavírus. Há artigos de Mike Davis e Daniel Tanuro; documentos do MES e do Bureau da IV Internacional; além de uma densa análise de nossas companheiras Evelin Minowa, Joyce Martins, Luana Alves, Natália Peccin Gonçalves, Natalia Pennachioni e Vanessa Couto e de um artigo do camarada Bruno Magalhães. A seção de depoimentos traz um instigante artigo de Pedro Fuentes sobre a história de seu irmão Luis Pujals, o primeiro desaparecido político da história da Argentina. Já a seção internacional traz uma análise do sociólogo William I. Robinson sobre a situação latino-americana.