Revista Movimento Movimento Movimento: crítica, teoria e ação

Nota do PSOL à embaixada do Paquistão

Partido exige que o Governo do Paquistão dê informações sobre o paradeiro de 7 ativistas detidos durante manifestação no último domingo.

Reprodução
Reprodução

Ao Embaixador do Paquistão no Brasil, Sr. Najm us Saqib

Tomamos conhecimento de que num ato público realizado nesse domingo (22/04/2018) em Karachi no Paquistão, pelo menos 7 ativistas foram levados presos pelas forças armadas paquistanesas. Seus pares políticos e familiares até agora não têm notícia nenhuma de seu paradeiro. Eles protestavam contra o desaparecimento de mais de 32 mil pessoas da minoria Pashtun no Paquistão.

Nós, que no Brasil acabamos de perder uma grande lutadora pelos direitos humanos, Marielle Franco, assassinada por defender direitos, nos identificamos com a luta legítima pelas liberdades democráticas que esses ativistas paquistaneses desenvolvem e repudiamos a utilização do Exército paquistanês contra o seu próprio povo.

Fomos informados de que os 7 desaparecidos desde esse domingo, são:

1. Karim Parhar, dirigente do PTM e RWF de Qetta

2. Attaullah Afridi, organizador do PYA em Karachi

3. Aftab Ashraf, organizador central do RWF

4. Umer Riaz, organizador de PYA em Islamabad

5. Zain ul Abideen, organizador central do PYA

6. Gulbaz, organizador do RWF na Cachemira

7. Bilawal Baloch, vice-secretário geral da Aliança Progressista da Juventude do PYA no Baluchistão

Exigimos que o Governo do Paquistão dê informações sobre o paradeiro desses 7 ativistas e que os liberte imediatamente. Queremos o reaparecimento dos 7 ativistas com vida!

Informamos que o nosso partido no Brasil mobilizará seus parlamentares e acionará as devidas entidades internacionais para acompanhar os desenvolvimentos deste caso.

Aguardamos ansiosos uma resposta do Embaixador, inclusive para que possamos agendar uma reunião sobre esta questão em Brasília.

Atenciosamente,

Secretaria de Relações Internacionais

Executiva Nacional do PSOL

Fonte: http://portaldelaizquierda.com/pt_br/2018/04/nota-do-psol-a-embaixada-do-paquistao/

Movimento - Crítica, teoria e ação

Apresentação

Neste mês de março, preparamos uma nova edição da Revista Movimento, dedicada especialmente para a reflexão e elaboração política sobre a luta das mulheres. Selecionamos um conjunto de materiais - artigos teóricos, textos políticos, documentos e uma especial entrevista - com o intuito de aprofundar o esforço consciente demonstrado por nossa organização nos últimos anos em avançar na compreensão sobre o tipo de feminismo que defendemos, bem como sobre o papel essencial e a importância estratégica que a luta feminista tem para a construção de um projeto anticapitalista. Um desafio exigido pela atual conjuntura, marcada pela ascensão de governos de extrema-direita no mundo, na qual o movimento feminista tem se apresentado como contraponto e trincheira de resistência fundamental. Por isso, esta edição pretende, antes de mais nada, auxiliar e fortalecer nossas intervenções feministas nesse momento, a começar por duas datas muito significativas que inauguram este mês: o 8 e o 14 de março, dia em que se completará um ano do brutal assassinato de nossa companheira Marielle Franco. Esperamos que seja proveitoso e sirva como instrumento para as nossas batalhas. Boa leitura!

Solzinho

MES: Movimento Esquerda Socialista MES: Movimento Esquerda Socialista