Revista Movimento Movimento Movimento: crítica, teoria e ação

Abaixo o Congresso?

Nas últimas semanas, cresceram os protestos contra o Congresso peruano e as instituições legislativas do país.

Nas últimas semanas, vimos crescer o protesto contra o impressionante desperdício de dinheiro no Congresso. Embora haja congressistas decentes que façam a diferença, de conjunto a instituição está no menor nível de aprovação pois é associado com a corrupção que assola o país. Desde a bancada do MNP apresentaram-se diversas iniciativas legislativas para restringir cada vez mais a corrupção, mas estas se encontram travadas pela maioria fuji-aprista.

Não estranha, portanto, que o novo cardeal diga que o Congresso está de costas para o povo e com isso ganhe grande simpatia contrastando com a antipatia que gera o seu antecessor Juan Luis Cipriani que recebeu uma condecoração por parte da mesa diretora aprofujimorista justamente porque nunca se meteu com eles.

As pesquisas dizem que 41% da população acredita que o Congresso é uma instituição corrupta e somente cerca de 15% confia no Congresso. Então é natural que cresça o descontentamento com o Congresso, mas atenção, pedir que fechem o Congresso é dar a Vizcarra uma arma muito potente de arbitrariedade.

A única maneira que o fechamento do Congresso não dê lugar a um regime mais autoritário e antidemocrático é através da convocatória de Eleições Gerais antecipadas. Com isso não só se vai o Governo mas também o Congresso. Mas para que essa saída seja verdadeiramente democrática requer-se que seja acompanhada de novas regras de jogo que equiparem o piso para todos, em especial para as novas opções.

Um novo governo emanado de eleições limpas pode encabeçar um processo constituinte que termine numa nova carta magna e permita refundar a República sobre novas bases, começando pela recuperação de nossa soberania frente ao bicentenário. É disso que se trata, de pegar com o norte claro e não ceder às tentações anarquistas que acabam por salvar a pele de Vizcarra.

Artigo originalmente no Portal da Esquerda em Movimento.

Movimento - Crítica, teoria e ação

Apresentação

Publicamos a décima edição de nossa Revista Movimento. Dessa vez, celebramos os 80 anos de fundação da IV Internacional, comemorados em setembro de 2018, com uma seção especial. Há, também, artigos na seção internacional e de teoria. Fechamos esta edição quando a eleição brasileira se encerrava. Como não poderia deixar de ser, nesta décima edição de Movimento, apresentamos nossas primeiras análises sobre os resultados eleitorais. Sabemos que a vitória de Jair Bolsonaro trará graves ataques à classe trabalhadora e ao povo brasileiro. Estaremos com nosso povo, lutando em defesa das liberdades democráticas e de nossos direitos. Mais uma vez, esperamos que a revista seja uma ferramenta útil de construção e formação para nossos camaradas. Boa leitura!

Solzinho

Uma biografia inédita de Stalin escrita por Leon Trotsky Uma biografia inédita de Stalin escrita por Leon Trotsky

Leon Trotsky Joseph Stalin

MES: Movimento Esquerda Socialista MES: Movimento Esquerda Socialista