Revista Movimento Movimento Movimento: crítica, teoria e ação

Não à proposta da Base Nacional Comum Curricular (BNCC)

Sâmia Bomfim defende um amplo debate sobre a BNCC a fim de garantir escola pública e de qualidade para todos.

Foto: Apu Gomes
Foto: Apu Gomes

O desgoverno do Temer diz que promoveu, no dia 2 de agosto, um “debate” sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), cuja premissa é estabelecer conteúdos mínimos dos ensinos infantil, fundamental e médio para todas as unidades escolares do Brasil.

Antes de qualquer reflexão, eu pergunto: como é possível debater com 509 mil professores as diretrizes de um documento de 500 páginas em um único dia?

Agora vamos à proposta! Feita de forma apressada e vertical, ela é claramente uma carta de intenções para o mercado. Primeiro, porque na reforma do ensino médio (Lei 13415/2017), Temer determinou que a BNCC fosse reduzida de 80% para 60%. E que 40% do ensino regular pudessem ser feitos à distância, esvaziando o ambiente escolar. Está previsto, também, que 100% do EJA (Ensino de Jovens e Adultos) possa ser feito por EAD.

Sabemos que são megaempresas de educação as responsáveis pela tarefa do ensino à distância. Aí já viu, demissão de professores, condições inapropriadas de trabalho e piora na qualidade da educação, até porque há escolas particulas mais estruturadas e outras com quase nenhuma estutrutura.

E tem mais: só há obrigatoriedade dos ensino de português e matemática e não há nenhuma especificação clara sobre quais conteúdos podem ser oferecidos no tais intinerários formativos. Está tudo obscuro!

Precisamos dizer não a essa farsa! Queremos uma amplo debate sobre o tema a fim de garantir escola pública e de qualidade para todos. Afinal, educação não é mercadoria.

Movimento - Crítica, teoria e ação

Apresentação

Publicamos a décima edição de nossa Revista Movimento. Dessa vez, celebramos os 80 anos de fundação da IV Internacional, comemorados em setembro de 2018, com uma seção especial. Há, também, artigos na seção internacional e de teoria. Fechamos esta edição quando a eleição brasileira se encerrava. Como não poderia deixar de ser, nesta décima edição de Movimento, apresentamos nossas primeiras análises sobre os resultados eleitorais. Sabemos que a vitória de Jair Bolsonaro trará graves ataques à classe trabalhadora e ao povo brasileiro. Estaremos com nosso povo, lutando em defesa das liberdades democráticas e de nossos direitos. Mais uma vez, esperamos que a revista seja uma ferramenta útil de construção e formação para nossos camaradas. Boa leitura!

Solzinho

Uma biografia inédita de Stalin escrita por Leon Trotsky Uma biografia inédita de Stalin escrita por Leon Trotsky

Leon Trotsky Joseph Stalin

MES: Movimento Esquerda Socialista MES: Movimento Esquerda Socialista