O movimento bateu a máquina
Reprodução

O movimento bateu a máquina

Julia Salazar ganhou por uma ampla margem contra o candidato democrata do establishment.

Portal da Esquerda em Movimento 19 set 2018, 16:54

Na noite da última quinta-feira foi conhecido o resultado das primárias do Distrito do Brooklin para o Senado de NY. Julia Salazar ganhou por uma ampla margem contra o candidato democrata do establishment. O movimento derrotou a máquina. Uma máquina que usou calúnias e falsos ataques e acusações contra o candidato do DSA.

Agora o Brooklin DSA entra numa nova etapa de construção. Chegou às massas, pode formar nelas uma consciência socialista e fortalecer-se como organização dos trabalhadores e dos pobres. Desde Portal da Esquerda em Movimento queremos felicitar Julia e a todos os companheiros do DSA que fizeram possível esta vitória. É uma vitória do socialismo. Se cresce nos EUA, crescerá em todo o mundo!

Julia Salazar: A vitória de Julia Salazar esta noite não se trata de minha vitória. A vitória desta noite se trata de milhares de nova-iorquinos que se reunem e escolhem lutar contra o aumento dos aluguéis e a falta de moradia em nossas comunidades. A vitória desta noite tem que ver com a força de nossa visão compartilhada do socialismo democrático. A vitória desta noite se trata da esperança que temos de criar uma Nova York para muitos. Obrigado a todos os que me telefonaram, fizeram campanha, doaram e se voluntariaram para nos ajudar. Isso significa muito mais do que posso expressar.

Micah Uetrich: Há muitos aspectos gratificantes da vitória de Julia Salazar no Senado do Estado de NY, mas aquí há um: os esforços de cada uma das pessoas envolvidas em cada um dos aspectos de calúnias para seu debilitamento, desde os imbecis que fizeram a investigação policial inicial até os imbecis que estavam dispostos a ser taquígrafos dos imbecis antes mencionados que não serviram para nada.

Eric Blanc: Solidariedade com Julia Salazar! O fato de que o establishment – inclusive todo o aparato do Partido Democrata – esteja recorrendo à difamação em grande escala demonstra os assustados que estão por sua campanha e pela perspectiva radical que ella representa. Julia ganhou do maldito establishment!

Meagan Day: Parabéns à nova senadora do Estado de Nova York Julia Salazar, que recentemente me disse numa entrevista para a Jacobin Magazine que “Os Socialistas reconhecem que sob o capitalismo, os mais ricos são capazes – através do controle privado da indústria e do que deveria ser bens públicos – de acumular riqueza pela exploração da classe trabalhadora. Funcionalmente, isso perpetua e exacerba a desigualdade”, e, “Não há dúvida que temos de expandir e compreensivelmente fundar uma rede de seguridade social, mas se nós fizermos isso sem alterar as estruturas mais básicas que desempoderam o povo e mantém as pessoas na escravidão salarial, nós nunca veremos uma mudança social de longo-prazo”.

Artigo originalmente publicado no Portal da Esquerda em Movimento.


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
“Enquanto os efeitos sanitários e econômicos da Covid-19 seguem fazendo-se sentir, escancarando a crise global do capitalismo, as lutas na América Latina começam a apresentar importantes conquistas no enfrentamento da extrema-direita continental. Na Bolívia, após meses de enfrentamentos e mobilização popular, a contundente vitória da chapa do MAS pôs fim ao governo ilegítimo e reacionário de Jeanine Áñez. No Chile, após as multitudinárias manifestações de 2019, o plebiscito levou a uma vitória esmagadora em favor de uma nova constituição elaborada por assembleia exclusiva. Na campanha eleitoral estadunidense em curso, está em jogo a possibilidade de derrotar o trumpismo, que anima movimentos neofascistas e racistas naquele país e em todo o mundo. Ao mesmo tempo, as eleições municipais brasileiras abrem a possibilidade de construir uma alternativa nas cidades que contribua para isolar e derrotar o bolsonarismo. A décima oitava edição da Revista Movimento debruça-se sobre esses processos de mobilização nas ruas e de enfrentamento eleitoral em curso”.