Revista Movimento Movimento Movimento: crítica, teoria e ação

80 anos da IV Internacional: uma herança para ser defendida com punhos cerrados e cabeça erguida

Uma reconstrução da história da fundação da IV Internacional e do movimento trotskista.

“Que os filisteus continuem buscando sua própria individualidade no vazio; para um revolucionário, doar-se inteiramente ao partido significa encontrar a si mesmo. Sim, nosso partido nos toma por inteiro. Mas, em compensação, nos dá a maior das felicidades, a consciência de participar da construção de um futuro melhor, de levar sobre nossas costas uma partícula do destino da humanidade e de não viver em vão.” – Discurso de Leon Trotsky gravado para a Conferência fundacional da IV Internacional

Nos arredores de Paris, um punhado de quadros comunistas, forjados em largas lutas internas durante a intensa década de 30, davam um passo superior na organização política da vanguarda da classe trabalhadora. Era setembro de 1938. Após a experiência da Oposição de Esquerda Internacional, no calor dos embates contra o stalinismo e o fascismo, às vésperas da II Guerra Mundial, nascia a IV Internacional. Seu dirigente e impulsionador Leon Trotsky teria participação epistolar devido ao exílio e à perseguição a ele impostas. Estava do outro lado do planeta, no calor da Cidade do México, escrevendo intensamente e lutando pela vida, sob o acosso dos homens de Stalin.

Nessas precárias condições, após a morte dos seus principais organizadores, a Conferência Internacional de fundação proclamou sua vitória diante dos que queriam evitá-la: a IV Internacional vivia e lutava. Com a vontade inquebrantável de homens e mulheres, o fio de continuidade com as melhores experiências do movimento operário seria preservado. Mesmo diante de inimigos tão poderosos, o bastão do programa estava a salvo.

Os anos que se passaram – com prognósticos e ânimo de combate distintos entre seus fundadores – foram de desencontros, lutas heroicas e divisões. A defesa da “bandeira sem manchas” só pode ser feita, nos dias de hoje, ao lado da necessidade de um reagrupamento de forças e da atualização do programa. A combinação dialética de ambas tarefas é a mais urgente necessidade subjetiva dos revolucionários nos dias de hoje.

Nesse breve artigo, parte da edição alusiva aos 80 anos da IV Internacional da Revista Movimento, queremos destacar os principais pontos de uma experiência que se confunde com o próprio século XX, para aprendermos com a história e prepararmos as novas gerações para os combates decisivos que virão.

Este artigo faz parte da 10ª edição da Revista Movimento. Para ler o texto completo compre a revista aqui!

Movimento - Crítica, teoria e ação

Apresentação

Publicamos a décima edição de nossa Revista Movimento. Dessa vez, celebramos os 80 anos de fundação da IV Internacional, comemorados em setembro de 2018, com uma seção especial. Há, também, artigos na seção internacional e de teoria. Fechamos esta edição quando a eleição brasileira se encerrava. Como não poderia deixar de ser, nesta décima edição de Movimento, apresentamos nossas primeiras análises sobre os resultados eleitorais. Sabemos que a vitória de Jair Bolsonaro trará graves ataques à classe trabalhadora e ao povo brasileiro. Estaremos com nosso povo, lutando em defesa das liberdades democráticas e de nossos direitos. Mais uma vez, esperamos que a revista seja uma ferramenta útil de construção e formação para nossos camaradas. Boa leitura!

Solzinho

Uma biografia inédita de Stalin escrita por Leon Trotsky Uma biografia inédita de Stalin escrita por Leon Trotsky

Leon Trotsky Joseph Stalin

MES: Movimento Esquerda Socialista MES: Movimento Esquerda Socialista