Apresentação da Revista Movimento n. 10

Apresentação da Revista Movimento n. 10

Edição conta com especial a respeito dos 80 anos da fundação da IV Internacional, além de documentos de análise dos resultados eleitorais.

Thiago Aguiar 13 nov 2018, 19:01

Publicamos a décima edição de nossa Revista Movimento, consolidando um espaço de elaboração teórica e política, de propaganda de nossas posições e formação da militância do Movimento Esquerda Socialista, além do necessário e fundamental intercâmbio com outras organizações políticas e intelectuais marxistas. Neste número, mais uma vez, nosso leitor encontrará artigos, entrevistas e materiais ancorados nestas orientações que conduzem nosso processo editorial desde o início.

Dessa vez, celebramos os 80 anos de fundação da IV Internacional, comemorados em setembro de 2018, com uma seção especial. Aberta por Israel Dutra, que assina artigo reconstruindo a história da fundação da IV e do trotskismo, a seção conta com artigo inédito em português de Jean Van Heijenoort, secretário e colaborador próximo de Trotsky; o Programa de Transição de Trotsky; seu discurso enviado para a conferência de fundação da IV nos arredores de Paris; uma entrevista exclusiva de Esteban Volkov, neto de Trotsky, para Movimento; além da republicação de artigos de Nahuel Moreno, sobre a atualidade do trotskismo, e de Pedro Fuentes, sobre o lugar do trotskismo na luta de classes do século XXI.

Na seção internacional, publicamos entrevista com a feminista italiana Cinzia Arruzza, professora de filosofia na New School for Social Research em Nova York, que teve uma experiência como militante da IV Internacional e hoje é uma referência nos estudos de gênero e sobre a luta das mulheres. Também trazemos a nossos leitores a tradução em português de instigante artigo de Pierre Rousset sobre a geopolítica da China.

Fechamos esta edição quando a eleição brasileira se encerrava. Como não poderia deixar de ser, nesta décima edição de Movimento, apresentamos as primeiras análises do MES sobre os resultados eleitorais. Sabemos que a vitória de Jair Bolsonaro trará graves ataques à classe trabalhadora e ao povo brasileiro. Estaremos com nosso povo, lutando em defesa das liberdades democráticas e de nossos direitos.

Mais uma vez, esperamos que a revista seja uma ferramenta útil de construção e formação para nossos camaradas. Boa leitura!


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
“Enquanto os efeitos sanitários e econômicos da Covid-19 seguem fazendo-se sentir, escancarando a crise global do capitalismo, as lutas na América Latina começam a apresentar importantes conquistas no enfrentamento da extrema-direita continental. Na Bolívia, após meses de enfrentamentos e mobilização popular, a contundente vitória da chapa do MAS pôs fim ao governo ilegítimo e reacionário de Jeanine Áñez. No Chile, após as multitudinárias manifestações de 2019, o plebiscito levou a uma vitória esmagadora em favor de uma nova constituição elaborada por assembleia exclusiva. Na campanha eleitoral estadunidense em curso, está em jogo a possibilidade de derrotar o trumpismo, que anima movimentos neofascistas e racistas naquele país e em todo o mundo. Ao mesmo tempo, as eleições municipais brasileiras abrem a possibilidade de construir uma alternativa nas cidades que contribua para isolar e derrotar o bolsonarismo. A décima oitava edição da Revista Movimento debruça-se sobre esses processos de mobilização nas ruas e de enfrentamento eleitoral em curso”.