A saída para a crise da Venezuela é o diálogo político

Integrantes da Frente Ampla veem como gravíssima autoproclamação de Guaidó como presidente do país.

Movimiento Autonomista 30 jan 2019, 12:51

Como organização não temos dúvidas quanto à legitimidade da eleição do govero de Nicolás Maduro. Venezuela vive hoje uma crise, e independente das críticas que possamos fazer ao governo Maduro, acreditamos que os momentos difíceis pelos quais passa o processo bolivariano são solucionados com mais democracia, protagonismo popular e sem intervencionismo estrangeiro.

Nesse sentido, nos parece gravíssima a autoproclamação de Guaidó como Presidente da Venezuela e, mais ainda, o apoio por parte do Presidente Trump. É inaceitável que o Presidente Piñera siga nessa mesma linha, que só faz escalar a violência e põe em risco a soberania e o direito de autodeterminação dos povos latino-americanos.

Chamamos o governo do Chile a colaborar numa saída centrada no diálogo político, como as propostas de mediação oferecidas pelo presidente do México López Obrador.

Reprodução da tradução realizada pelo Portal da Esquerda em Movimento.


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
Esta é uma edição especial de nossa Revista Movimento, de números 19 e 20. Nela, publicamos um dossiê que celebra os 150 anos de nascimento de Rosa Luxemburgo, vinculado à iniciativa coordenada por nossa camarada Luciana Genro: o curso da Escola Marx “150 anos de Rosa Luxemburgo: pensamento e ação”.