Revista Movimento Movimento Movimento: crítica, teoria e ação

PSOL apoia a luta internacional dos trabalhadores do Uber e de outros aplicativos

A Secretaria de Relações Internacionais do PSOL se solidariza com os trabalhadores de aplicativos de todo mundo.

Reprodução
Reprodução

Hoje acontece em diversos países ao redor do mundo a greve internacional de trabalhadores e trabalhadoras da Uber e de outros aplicativos de transporte de passageiros. Marcada no mesmo dia em que a Uber realiza sua oferta pública de ações na Bolsa de Valores de Nova York, esta greve internacional representa um importante movimento desta categoria com relações trabalhistas tão precarizadas.

A enorme valorização das empresas de aplicativos de transporte de passageiros ocorreu sem a devida valorização do trabalho daqueles que constroem está riqueza. Enquanto estas empresas lucram, os motoristas recebem cada vez menos e incorporam diversos custos crescentes em sua atividade, como impostos e o preço dos combustíveis, sem receber uma remuneração adequada.

Além disso, estes trabalhadores e trabalhadoras estão suscetíveis a todo tipo de problema de segurança e de saúde diretamente relacionados com sua função, mas não possuem qualquer garantia trabalhista da parte das empresas. A extrema precarização, reflexo da enorme oferta de mão de obra gerada pelo desemprego, leva pais e mães de família a submissão perante estas empresas sem qualquer tipo de garantia.

A Secretaria de Relações Internacionais do PSOL se solidariza com os trabalhadores de aplicativos de todo mundo e se compromete a atuar em defesa desta categoria através de seus militantes e parlamentares. Nossos mandatos e instâncias estão à disposição desta luta. Força aos motoristas de aplicativos, estamos juntos!

Movimento - Crítica, teoria e ação

Apresentação

Neste mês de março, preparamos uma nova edição da Revista Movimento, dedicada especialmente para a reflexão e elaboração política sobre a luta das mulheres. Selecionamos um conjunto de materiais - artigos teóricos, textos políticos, documentos e uma especial entrevista - com o intuito de aprofundar o esforço consciente demonstrado por nossa organização nos últimos anos em avançar na compreensão sobre o tipo de feminismo que defendemos, bem como sobre o papel essencial e a importância estratégica que a luta feminista tem para a construção de um projeto anticapitalista. Um desafio exigido pela atual conjuntura, marcada pela ascensão de governos de extrema-direita no mundo, na qual o movimento feminista tem se apresentado como contraponto e trincheira de resistência fundamental. Por isso, esta edição pretende, antes de mais nada, auxiliar e fortalecer nossas intervenções feministas nesse momento, a começar por duas datas muito significativas que inauguram este mês: o 8 e o 14 de março, dia em que se completará um ano do brutal assassinato de nossa companheira Marielle Franco. Esperamos que seja proveitoso e sirva como instrumento para as nossas batalhas. Boa leitura!

Solzinho

MES: Movimento Esquerda Socialista MES: Movimento Esquerda Socialista