O pensamento feminista e a luta feminista do MES: uma breve introdução à entrevista de Nancy Fraser
Reprodução

O pensamento feminista e a luta feminista do MES: uma breve introdução à entrevista de Nancy Fraser

Introdução à entrevista de Nancy Fraser publicada pela Revista Movimento

Luciana Genro 3 dez 2019, 17:29

Na entrevista a seguir, Nancy Fraser fala do desafio ao qual se lançou ao elaborar o manifesto Feminismo para os 99%, junto com Cinzia Arruzza e Tithi Bhattacharya: articular o fortalecimento de um feminismo antissistema, anticapitalista e que seja referencia para as mulheres da classe trabalhadora e pobres. Foi neste manifesto que nos inspiramos para escrever nossa contribuição ao Encontro Nacional de Mulheres do PSOL, intitulado Por um feminismo anticapitalista e antirracista[1]. Nossa tarefa é construir um feminismo que responda aos interesses da imensa maioria do povo, pois os interesses das mulheres trabalhadoras e das mulheres pobres são os mesmos da maioria do povo.

Este artigo faz parte da nova edição da Revista Movimento. Para ler o texto completo, compre a revista em um dos locais indicados.

[1] Publicado na Revista Movimento n. 13, abr.-jun. 2019.


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
“Enquanto os efeitos sanitários e econômicos da Covid-19 seguem fazendo-se sentir, escancarando a crise global do capitalismo, as lutas na América Latina começam a apresentar importantes conquistas no enfrentamento da extrema-direita continental. Na Bolívia, após meses de enfrentamentos e mobilização popular, a contundente vitória da chapa do MAS pôs fim ao governo ilegítimo e reacionário de Jeanine Áñez. No Chile, após as multitudinárias manifestações de 2019, o plebiscito levou a uma vitória esmagadora em favor de uma nova constituição elaborada por assembleia exclusiva. Na campanha eleitoral estadunidense em curso, está em jogo a possibilidade de derrotar o trumpismo, que anima movimentos neofascistas e racistas naquele país e em todo o mundo. Ao mesmo tempo, as eleições municipais brasileiras abrem a possibilidade de construir uma alternativa nas cidades que contribua para isolar e derrotar o bolsonarismo. A décima oitava edição da Revista Movimento debruça-se sobre esses processos de mobilização nas ruas e de enfrentamento eleitoral em curso”.