Fernanda Melchionna denuncia situação de calamidade em hospitais e atraso de verbas para equipamentos de proteção pelo Governo Federal

Recurso se mantém sem aplicação por falta de uma portaria do Governo Federal.

Equipe Fernanda Melchionna 17 abr 2020, 14:10

A deputada federal Fernanda Melchionna (PSOL-RS) denuncia que, apesar de já ter destinado verbas por meio de emendas parlamentares para hospitais do Rio Grande do Sul visando a compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), o recurso ainda se mantém sem aplicação por falta de uma portaria do Governo Federal. De acordo com ela, a situação nos hospitais da capital gaúcha é calamitosa em meio à pandemia da Covid-19.

“A morte da técnica de enfermagem Mara Rúbia, de 44 anos, servidora do Hospital Conceição que veio a óbito em função do coronavírus é flagrante desta situação. Apesar da trágica morte desta trabalhadora ser a primeira registrada no RS, não se trata de apenas um caso isolado”, explica Fernanda.

Há cerca de um mês, os sindicalistas do Sindiusaúde/RS e do SIMPA estavam em campanha permanente nos hospitais de Porto Alegre e chegaram a entrar na justiça contra o GHC, o Clínicas e a Santa Casa para garantir os EPIs aos trabalhadores que faltam em todas as unidades e o devido afastamento de trabalhadores com mais de 60 anos, algo que até agora não foi feito.

Os sindicalistas fizeram a campanha devidamente paramentados com macacões, máscaras e luvas, entretanto, praticamente toda a diretoria está contaminada. O presidente do Sindisaúde, Júlio Jesien, encontra-se em quarentena por infecção, assim como coordenador geral do SIMPA, João Ezequiel, que teve contato com pessoas infectadas. Dois membros da diretoria estão na UTI e o ex-presidente Arlindo Ritter está internado, utilizando aparelhos para respirar.

A última audiência provocada por ação judicial de inúmeros sindicatos da área da saúde e segurança do trabalho feita por videoconferência no TRT4 aconteceu na última segunda-feira (6). Por decisão do desembargador Francisco Rossal de Araújo, ficou determinado o afastamento dos trabalhadores em grupos de risco de seus setores, mas não dos hospitais, o que pode significar um perigoso vetor de contaminação e risco à saúde desses trabalhadores.

Fernanda Melchionna destinou, como parte das emendas da bancada gaúcha, mais de R$2,9 milhões em recursos ao HPS, HPV, Hospital Vila Nova e HU de Canoas, para a compra de EPIs. No entanto, a verba espera portaria específica do Governo Federal para chegar ao seu destino. A deputada acrescenta que até agora não há previsão por parte do Executivo para a liberação.

“A situação dos trabalhadores da Saúde de Porto Alegre, que estão arriscando suas vidas para salvar tantas outras, não pode mais esperar. A verba que destinamos leva em conta este caráter emergencial da proteção individual e a necessidade de afastamento imediato daqueles que estão nos grupos de risco, especialmente os idosos. Estou muito preocupada com a lentidão desses processos. O caos na saúde se avizinha e o tempo que se perde, pode significar a perda de muitas vidas”, conclui.

Artigo originalmente publicado no site da deputada.

Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Ver todos

Podcast Em Movimento

Capa da última edição da Revista Movimento
Esta é a vigésima primeira edição da Revista Movimento, dedicada aos debates em curso do VII Congresso Nacional do PSOL. Nela encontram-se artigos de análise, polêmica e discussão programática para subsidiar os debates de nossos camaradas em todo o país e contribuir com a batalha pela pré-candidatura de nosso companheiro Glauber Braga à presidência da República pelo PSOL. A edição também conta com análises de importantes questões internacionais contemporâneas e de outros temas de interesse, como os desafios da luta pelo “Fora, Bolsonaro” e as crises hídrica e elétrica no Brasil. Num ano de 2021 ainda marcado pela tragédia da pandemia da Covid-19 e pelo descaso criminoso de governos em todo o mundo, lamentamos a perda de nosso grande camarada Tito Prado (1949-2021), militante internacionalista e dirigente de Nuevo Perú. A ele dedicamos esta edição de nossa revista e, em sua homenagem, publicamos artigos em sua memória. Boa leitura!