3 anos sem István Mészáros: a atualidade de seu pensamento

3 anos sem István Mészáros: a atualidade de seu pensamento

Entrevista de Gilson Amaro com Ricardo Antunes sobre a vida e a obra do marxista húngaro István Mészáros.

Gilson Amaro e Ricardo Antunes 14 out 2020, 20:02

No último dia 1º de outubro, completaram-se três anos da morte de István Mészáros, um dos maiores intelectuais marxistas da história. Para marcar esta data e apresentar aspectos fundamentais da obra e do pensamento do marxista húngaro, Gilson Amaro (dirigente do PSOL-SP e de Anticapitalistas) entrevistou Ricardo Antunes, professor e pesquisador do IFCH-Unicamp, amigo de Mészáros por décadas e que teve importante papel na divulgação de suas obras no Brasil.

Com o título “A atualidade da luta socialista e o pensamento de István Mészáros”, a entrevista trata da obra de Mészáros, da recepção de seu pensamento no Brasil, da importância de sua contribuição para a luta socialista, além de aspectos de sua vida.

Acompanhe a seguir:


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
“Enquanto os efeitos sanitários e econômicos da Covid-19 seguem fazendo-se sentir, escancarando a crise global do capitalismo, as lutas na América Latina começam a apresentar importantes conquistas no enfrentamento da extrema-direita continental. Na Bolívia, após meses de enfrentamentos e mobilização popular, a contundente vitória da chapa do MAS pôs fim ao governo ilegítimo e reacionário de Jeanine Áñez. No Chile, após as multitudinárias manifestações de 2019, o plebiscito levou a uma vitória esmagadora em favor de uma nova constituição elaborada por assembleia exclusiva. Na campanha eleitoral estadunidense em curso, está em jogo a possibilidade de derrotar o trumpismo, que anima movimentos neofascistas e racistas naquele país e em todo o mundo. Ao mesmo tempo, as eleições municipais brasileiras abrem a possibilidade de construir uma alternativa nas cidades que contribua para isolar e derrotar o bolsonarismo. A décima oitava edição da Revista Movimento debruça-se sobre esses processos de mobilização nas ruas e de enfrentamento eleitoral em curso”.