ESCÂNDALO! Bolsonaro recusou vacinas da Pfizer por metade do preço
Crédito: Wikimedia Commons

ESCÂNDALO! Bolsonaro recusou vacinas da Pfizer por metade do preço

Bolsonaro recusou a compra de 70 milhões de doses da vacina da Pfizer pela metade do preço.

Felipe Moreira 7 jun 2021, 14:32

Os principais jornais do país informam hoje que o governo Bolsonaro recusou ao menos 70 milhões de doses da vacinas da Pfizer com 50% de desconto em relação ao que pagou os Estados Unidos.

O governo Bolsonaro também deixou de responder 53 emails da Pfizer com oferta de venda de vacinas.

Jair Bolsonaro tentou por todos os meios impedir que o Brasil tivesse acesso a vacinas. A CPI da Covid investiga as denúncias de que o governo foi aconselhado por um gabinete paralelo para que investisse na imunidade de rebanho ao invés de um progama de vacina em massa. Hoje o Brasil chega ao triste resultado de 473 mil mortos por Covid.

Para David Miranda, deputado federal (RJ) pelo PSOL, o “presidente sabotou a saúde do brasileiro, permitindo milhares de mortos pela Covid-19” e para Fernanda Melchionna, deputada federal (RS) pelo PSOL, “tirar o genocida é a única forma de salvar as nossas vidas”.


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Ver todos

Podcast Em Movimento

Capa da última edição da Revista Movimento
Esta é a vigésima primeira edição da Revista Movimento, dedicada aos debates em curso do VII Congresso Nacional do PSOL. Nela encontram-se artigos de análise, polêmica e discussão programática para subsidiar os debates de nossos camaradas em todo o país e contribuir com a batalha pela pré-candidatura de nosso companheiro Glauber Braga à presidência da República pelo PSOL. A edição também conta com análises de importantes questões internacionais contemporâneas e de outros temas de interesse, como os desafios da luta pelo “Fora, Bolsonaro” e as crises hídrica e elétrica no Brasil. Num ano de 2021 ainda marcado pela tragédia da pandemia da Covid-19 e pelo descaso criminoso de governos em todo o mundo, lamentamos a perda de nosso grande camarada Tito Prado (1949-2021), militante internacionalista e dirigente de Nuevo Perú. A ele dedicamos esta edição de nossa revista e, em sua homenagem, publicamos artigos em sua memória. Boa leitura!