Reitor Bolsonarista tenta aposentar compulsoriamente técnico-administrativo da UFRGS! Solidariedade ao Camarada Rui Muniz!

Reitor Bolsonarista tenta aposentar compulsoriamente técnico-administrativo da UFRGS! Solidariedade ao Camarada Rui Muniz!

Reitor-interventor da UFRGS protagoniza processo de perseguição política contra o trabalhador Rui Muniz, liderança histórica da Assufrgs e Fasubra e militante do Psol e TLS Sindical.

TLS Sindical 9 jun 2021, 15:25

Como uma medida de perseguição política, o reitor-interventor da UFRGS Carlos Bulhões, move processo de “aposentadoria compulsória por invalidez” contra o servidor Rui Muniz. liderança histórica da Assufrgs e da Fasubra, filiado ao Psol e que constrói a TLS Sindical.


Rui é ex-coordenador do sindicato por vários mandatos, é representante eleito pelos técnicos-administrativos no Conselho Universitário(CONSUN), atua em Comissões de Saúde e Segurança do Trabalho(COSAT, equivalente às CIPAS), e recentemente compõe o Comitê Covid da UFRGS, no qual atua na elaboração de políticas e protocolos de enfrentamento à pandemia, sempre em defesa da vida dos trabalhadores e trabalhadoras e da comunidade universitária.


Por sua trajetória de defesa de saúde e segurança nos ambientes de trabalho, sua experiência de mais de três décadas no movimento sindical e universitário,a administração da UFRGS se aproveita de algumas licenças médicas para aposentá-lo por invalidez permanente, mesmo mantendo atividades remotas na instituição (como a maior parte da categoria), e já cumpridos requisitos de idade e tempo de contribuição, mantêm-se nas instâncias da Universidade fazendo à defesa da comunidade e da categotia.


Repudiamos esta tentativa de calar os que lutam, pelo cancelamento do processo de aposentadoria e readmissão de Rui Muniz no quadro ativo da universidade, com plenos direitos políticos e sindicais. Desagravo já ao camarada Rui Muniz!


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Ver todos

Podcast Em Movimento

Capa da última edição da Revista Movimento
Esta é a vigésima primeira edição da Revista Movimento, dedicada aos debates em curso do VII Congresso Nacional do PSOL. Nela encontram-se artigos de análise, polêmica e discussão programática para subsidiar os debates de nossos camaradas em todo o país e contribuir com a batalha pela pré-candidatura de nosso companheiro Glauber Braga à presidência da República pelo PSOL. A edição também conta com análises de importantes questões internacionais contemporâneas e de outros temas de interesse, como os desafios da luta pelo “Fora, Bolsonaro” e as crises hídrica e elétrica no Brasil. Num ano de 2021 ainda marcado pela tragédia da pandemia da Covid-19 e pelo descaso criminoso de governos em todo o mundo, lamentamos a perda de nosso grande camarada Tito Prado (1949-2021), militante internacionalista e dirigente de Nuevo Perú. A ele dedicamos esta edição de nossa revista e, em sua homenagem, publicamos artigos em sua memória. Boa leitura!