Terça-feira é dia de greve geral em São Paulo
Plebiscito

Terça-feira é dia de greve geral em São Paulo

Metroviários, ferroviários, professores e funcionários do saneamento vão paralisar as atividades contra plano privatista de Tarcísio

Tatiana Py Dutra 27 nov 2023, 13:24

Foto: Paulo Pinto/Agência Brasil

Essa terça-feira (28) deve ser um dia histórico para o funcionalismo público de São Paulo. Sindicatos ligados à metroviários, ferroviários, professores e funcionários do saneamento  devem paralisar as atividades para protestar contra a privatizações de serviços públicos, terceirizações em estatais e cortes na educação. Os funcionários também reivindicam a realização de um plebiscito sobre as privatizações e a reintegração dos servidores do Metrô demitidos pelo governo Tarcísio de Freitas (Republicanos) em retaliação à greve de 3 de outubro.

“É um absurdo que uma política que vai afetar serviços essenciais como água e o direito de ir e vir não seja discutida com a sociedade”, afirma Camila Lisboa, presidente do Sindicato dos Metroviários.

Conforme Camila, a intenção dos servidores do Metrô era suspender a greve caso o governo estadual concordasse com a “catraca livre” nesta terça-feira. Porém, Tarcísio recusou e qualificou os sindicatos de “irresponsáveis” e “inconsequentes”.

Na CPTM, a greve geral pode impactar as linhas que não foram concedidas à iniciativa privada: Linhas 8-Diamante e Linha 9-Esmeralda, operadas pela concessionária Via Mobilidade e com problemas frequentes.

Sintaema e Apeosp

O Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Estado de São Paulo (Sintaema) anunciou adesão à greve geral no último dia 22. Em comunicado, a entidade afirma que o protesto “será um sonoro não às privatizações de Tarcísio de Freitas que ataca trabalhadores e o direito da população à água, ao transporte e à educação públicos.

Já o Sindicato dos Professores do Ensino Oficial de São Paulo (Apeosp) promete fazer “um grande ato” na frente da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) nesta terça-feira.

O governo de São Paulo entrou na Justiça contra a greve, exigindo que todos os funcionários trabalhem em sua totalidade durante os horários de pico e em 80% no restante do dia. Ainda assim, decretou ponto facultativo para os servidores, à exceção dos lotados nas áreas da segurança, educação e nos restaurantes públicos.


TV Movimento

Lançamento: “A Alemanha da Revolução ao Nazismo: Reflexões para a Atualidade”, de Luciana Genro

O lançamento ocorre na quarta-feira (31), a partir das 19h, com um debate com Luciana Genro e Roberto Robaina. Assista!

ARGENTINA | Trabalhadores gaúchos prestando solidariedade ao povo argentino nas ruas contra Milei!

Diretamente de Buenos Aires, o presidente do Sindimetro/RS, Luis Henrique Chagas e uma delegação de sindicalistas está presente na enorme mobilização contra o governo de extrema direita de Javier Milei

VÍDEO | Cem anos depois, Lenin é atual?

Como parte dos debates sobre o centenário de Lenin, republicamos a entrevista de Breno Altman com o historiador e professor de Relações Internacionais (UFABC) Valter Pomar
Editorial
Israel Dutra | 25 fev 2024

Três bandeiras para enfrentar a extrema direita

Desde nossa localização independente, queremos agitar de forma combinada a solidariedade ao povo palestino, a prisão de Bolsonaro e a exigência de justiça por Marielle e Anderson
Três bandeiras para enfrentar a extrema direita
Edição Mensal
Capa da última edição da Revista Movimento
Revista Movimento nº 45-46
Confira a nova edição com o Dossiê - 100 anos da morte de Vladimir Lênin
Ler mais

Podcast Em Movimento

Colunistas

Ver todos

Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Ver todos

Podcast Em Movimento

Capa da última edição da Revista Movimento
Confira a nova edição com o Dossiê - 100 anos da morte de Vladimir Lênin