Lula leva ao Congresso o projeto da Política Nacional de Cuidados
politicadecuidados

Lula leva ao Congresso o projeto da Política Nacional de Cuidados

Proposta é um avanço no  reconhecimento do trabalho de quem exerce a tarefa de cuidar de alguém

Sâmia Bomfim 7 jul 2024, 11:00

Foto: Ricardo Stuckert/PR

O presidente Lula apresentou ao Congresso o projeto da Política Nacional de Cuidados. Como relatora do GT sobre o tema na Câmara, tenho dialogado e acompanhado de perto o trabalho coordenado pela secretária do ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Lais Abramo.

A proposta representa um avanço no debate necessário e urgente sobre a garantia do cuidado como um direito essencial a todos, bem como do reconhecimento do trabalho de quem exerce a tarefa de cuidar de alguém. Tarefas domésticas, o cuidado com as crianças, idosos e PCDs, alimentação: tudo isso está no escopo do “trabalho de cuidado”. E sabemos, quem cuida, em sua grande maioria, são as mulheres, em especial negras e periféricas.

Na próxima semana, faremos uma audiência na Comissão da Mulher para aprofundar a discussão sobre o PL com a sociedade e as deputadas, especialmente as que integram o nosso GT. A partir daí, vamos nos dedicar à articulação necessária para que seja aprovado, e batalharemos também para que avancem outros projetos que tratam do assunto.

O detalhamento da implementação será anunciado no segundo semestre, dentro do Plano Nacional de Cuidados. O objetivo é instituir o marco legal e designar quais pastas, órgãos e esferas ficarão responsáveis, bem como seu financiamento.

Esse assunto é uma urgência do Brasil e do mundo, e uma prioridade do nosso mandato. Seguimos juntas! Pelo cuidado como um direito, pelo cuidado como um trabalho! Contem comigo!


TV Movimento

Desenvolvimento Econômico e Preservação Ambiental: uma luta antineoliberal e anticapitalista

Assista à Aula 02 do curso do canal "Crítica Marxista", uma iniciativa de formação política da Fundação Lauro Campos e Marielle Franco, do PSOL, em parceria com a Revista Movimento. Acompanhe nosso site para conferir a programação completa do curso: https://flcmf.org.br.

Neofascismo e Negacionismo Climático: uma luta internacional

Curso de formação política sobre emergência climática e luta ecossocialista! Assista à Aula 01 do novo curso do canal "Crítica Marxista", uma iniciativa de formação política da Fundação Lauro Campos e Marielle Franco, do PSOL, em parceria com a Revista Movimento. Acompanhe o site da PLCMF para conferir a programação completa do curso: https://flcmf.org.br

Contra a extrema direita na França!

Oliver Besancenot, militante do Novo Partido Anticapitalista (NPA), fala sobre as tarefas da esquerda e os desafios da luta contra a extrema direita no país
Editorial
Israel Dutra e Roberto Robaina | 17 jul 2024

Se aproximam as eleições municipais: colocar o programa no centro da atividade política

As próximas eleições municipais brasileiras serão uma etapa importante da luta contra a extrema direita
Se aproximam as eleições municipais: colocar o programa no centro da atividade política
Edição Mensal
Capa da última edição da Revista Movimento
Revista Movimento nº 51
Esta edição da Revista tem como centro temático um “Dossiê: Transviando o marxismo”, por ocasião ao mês do Mês do Orgulho LGBTQIA+. Ela começa com o texto Manifesto Marxista-Pajubá que se propõe a imprimir uma perspectiva marxista à luta de travestis e demais pessoas trans e às formulações respectivas à transgeneridade. Organizado pelo Núcleo Pajubá do MES, este manifesto oferece um espaço de reflexão, resistência e articulação política, onde vozes diversas e potentes se encontram para desafiar o status quo opressor e explorador e construir lutas de emancipação.
Ler mais

Podcast Em Movimento

Colunistas

Ver todos

Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Ver todos

Podcast Em Movimento

Capa da última edição da Revista Movimento
Esta edição da Revista tem como centro temático um “Dossiê: Transviando o marxismo”, por ocasião ao mês do Mês do Orgulho LGBTQIA+. Ela começa com o texto Manifesto Marxista-Pajubá que se propõe a imprimir uma perspectiva marxista à luta de travestis e demais pessoas trans e às formulações respectivas à transgeneridade. Organizado pelo Núcleo Pajubá do MES, este manifesto oferece um espaço de reflexão, resistência e articulação política, onde vozes diversas e potentes se encontram para desafiar o status quo opressor e explorador e construir lutas de emancipação.