Revista Movimento Movimento Movimento: crítica, teoria e ação

Cartazes soviéticos: a mulher

Uma seleção de cartazes de propaganda soviética que demonstram o papel das mulheres na construção da sociedade socialista.

Dando continuidade a nossas comemorações do centenário da Revolução Russa de 1917, reproduzimos hoje alguns dos principais cartazes de propaganda soviética das primeiras décadas após a Revolução. Nesta seleção, podemos ver o lugar central conferido à mulher nos materiais produzidos pelo regime. Em muitos deles, vemos como desenvolvimento do socialismo na União Soviética era pensando de forma combinada com com o próprio desenvolvimento das lutas de gênero e a conquista de espaço social por parte das mulheres.

Certamente, muitas das propagandas produzidas ao longo da era soviética refletiam as condenáveis posições stalinistas da cúpula do regime. Em qualquer pesquisa rápida, não faltam cartazes que exaltam a personalidade de Josef Stalin, por exemplo, principalmente a partir de meados da década de 1930. De todo modo é oportuno resgatar algumas das peças de propagandas produzidas na URSS. A partir delas, vemos como a Revolução de Outubro rompeu uma nova era aos povos das Repúblicas Socialistas Soviéticas, liberando as mais diversas das potencialidades humanas naquilo que de mais bonito o socialismo pode lograr.

 


“Trabalhadoras, peguem os rifles” (1917)
Lev Brodarty

 


“Mulheres, juntem-se à cooperação” (1920)
Nivinsky I.I.

 


“Mulher libertada – Vamos construir o socialismo!” (1926)
Strakhov-Braslavsky A.I.

 


“Fascismo – o inimigo mais cruel das mulheres” (1941)
Nina Vatolina

 


“Seja uma esportista” (1946)

 


“Glória à primeira mulher cosmonauta!” (1963)
Kershin Y.V.
Nadezhdin G.P.

(Estes e mais cartazes podem ser encontrados aqui.)

Movimento - Crítica, teoria e ação

Apresentação

A edição n.6 da Revista Movimento celebra o centenário da Revolução de Outubro com artigo de Kevin Murphy sobre as origens do stalinismo. Luciana Genro discute a continuidade da Operação Lava Jato. Alvaro Bianchi introduz a nossos leitores conceitos de Antonio Gramsci. A revista também apresenta tradução de palestra de Angela Davis. Na seção internacional, publicamos artigo de Perry Anderson sobre a resiliência do centro neoliberal europeu. Edgardo Lander trata da situação venezuelana, Pedro Fuentes e Charles Rosa abordam a questão catalã. Um instigante artigo de Maycon Bezerra sobre Florestan Fernandes, a tese do MES para o Congresso do PSOL e nossa plataforma sindical completam a edição.

Arte de Adria Meira sobre El Lissitzky

Uma biografia inédita de Stalin escrita por Leon Trotsky Uma biografia inédita de Stalin escrita por Leon Trotsky

Leon Trotsky Joseph Stalin

MES: Movimento Esquerda Socialista MES: Movimento Esquerda Socialista