Fotos: Os inimigos do povo
Lenin em 1920 - Reprodução

Fotos: Os inimigos do povo

Na microcrônica a seguir, Eduardo Galeano detalha a história de uma das maiores manipulações do stalinismo: o apagamento de Trotsky e Kamenev num dos registros fotográficos de Lenin em 1920.

Eduardo Galeano 27 out 2017, 12:15

Moscou, praça do Teatro Bolshoi, maio de 1920.

Lenin discursa aos soldados soviéticos, que partem para lutar contra o exército polonês na frente da Ucrânia.

Ao costado de Lênin, no pódio levantado sobre a multidão, vê-se Leon Trotsky, o outro orador desta jornada, e Lev Kamenev.

A foto, de G. R. Goldshtein, torna-se num símbolo universal da revolução comunista.

Porém, poucos anos mais tarde, Trotsky e Kamenev desaparecem da foto e da vida.

Da foto, apagam-nos os retocadores, que os substitem por cinco degraus de madeira, e da vida apagam-nos os carrascos.

Fonte: Espejos (2008) de Eduardo Galeano, p. 256


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
“Enquanto os efeitos sanitários e econômicos da Covid-19 seguem fazendo-se sentir, escancarando a crise global do capitalismo, as lutas na América Latina começam a apresentar importantes conquistas no enfrentamento da extrema-direita continental. Na Bolívia, após meses de enfrentamentos e mobilização popular, a contundente vitória da chapa do MAS pôs fim ao governo ilegítimo e reacionário de Jeanine Áñez. No Chile, após as multitudinárias manifestações de 2019, o plebiscito levou a uma vitória esmagadora em favor de uma nova constituição elaborada por assembleia exclusiva. Na campanha eleitoral estadunidense em curso, está em jogo a possibilidade de derrotar o trumpismo, que anima movimentos neofascistas e racistas naquele país e em todo o mundo. Ao mesmo tempo, as eleições municipais brasileiras abrem a possibilidade de construir uma alternativa nas cidades que contribua para isolar e derrotar o bolsonarismo. A décima oitava edição da Revista Movimento debruça-se sobre esses processos de mobilização nas ruas e de enfrentamento eleitoral em curso”.