Que venham outros outubros!
Arte: Adria Meira

Que venham outros outubros!

Em poucas semanas, completam-se cem anos das jornadas do outubro russo quando a classe trabalhadora tomou o poder com seus organismos e seu partido, o Partido Bolchevique.

Israel Dutra e Thiago Aguiar 2 out 2017, 21:51

Este editorial, apesar de breve, é especial. Em poucas semanas, completam-se cem anos das jornadas do outubro russo quando, nos “dez dias que abalaram o mundo”, a classe trabalhadora tomou o poder com seus organismos e seu partido, o Partido Bolchevique. Uma experiência única, capaz de superar a grande revolução democrática francesa, mudando o leme da direção da sociedade para a classe que produz a própria riqueza. Um feito heroico que merece ser celebrado e estudado. De alguma forma, a revolução russa é mais atual do que nunca, mesmo passado já um século.

Para contribuir com o aprendizado das novas gerações militantes e para atualizar as discussões sobre os significados da grande Revolução Russa e suas lições para as lutas da atualidade, a Revista Movimento e a Editora Movimento organizarão, ao longo dos meses de outubro e novembro, diversas iniciativas para estimular a celebração desta grande efeméride, mas sobretudo para resgatar sua importância nos dias de hoje.

Em nosso site, ao longo das próximas semanas, organizaremos uma sessão especial com artigos, documentos e entrevistas a respeito da Revolução Russa e de seu legado, bem como sobre a situação política atual e temas da luta de classes nos países da antiga URSS. Acompanhe o site diariamente e confira as novidades!

Após termos publicado um dossiê sobre a Revolução Russa na edição 4 da Revista Movimento, seguimos este esforço na sexta edição, em vias de finalização nos próximos dias. Nela, publicaremos, entre outros materiais, um artigo instigante de Kevin Murphy (professor de História Russa na Universidade de Massachusetts), traduzido por Daniela Mussi, sobre as origens e significados do stalinismo. Na edição, também publicaremos artigo de Alvaro Bianchi – uma viva introdução ao pensamento de Antonio Gramsci direcionada aos militantes socialistas – baseado nos cursos sobre a obra do revolucionário italiano organizados pela Revista Movimento em parceria com a Rede Emancipa em São Paulo e Porto Alegre meses atrás.

Por último, coroando nosso esforço de comemoração do centenário de Outubro, lançaremos nos próximos dias, inicialmente em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e em breve em todo o Brasil, em parceria com a Editora Marxista, o livro “Stalin”, última obra escrita por Leon Trotsky, em cujos originais o revolucionário ainda trabalhava quando foi assassinado por um sicário stalinista. A nova edição em português é baseada no trabalho diligente de Alan Woods, que retomou os originais em russo da obra depositados na Universidade Harvard e encontrou, nas fontes, as distorções, vícios e supressões de Charles Malamuth, tradutor da edição original em inglês, publicada nos anos 40 nos Estados Unidos.

Para nós, celebrar o centenário da grande Revolução Russa de Outubro de 1917 com esta nova edição é motivo de orgulho. Convidamos todos nossos leitores, a militância socialista e o ativismo interessado no tema, camaradas de outras organizações políticas e o público em geral para as atividades de lançamento do livro, cujos detalhes apresentamos a seguir:

Lançamento do livro “Stalin”, de Leon Trotsky, em São Paulo

Debate com Alan Woods (marxista britânico, dirigente da CMI), Esteban Volkov (neto de Trotsky, por videoconferência), Roberto Robaina (dirigente do MES/PSOL, Editora Movimento), Serge Goulart (dirigente da Esquerda Marxista, Editora Marxista) e Bia Abramides (APROPUC).

Quarta-feira, 4 de outubro, às 19 horas

PUC-São Paulo, Auditório 333

Rua Monte Alegre, 984


Lançamento do livro “Stalin”, de Leon Trotsky, em Porto Alegre

Debate com Alan Woods (marxista britânico, dirigente da CMI), Luciana Genro (dirigente do MES/PSOL), Roberto Robaina (vereador de Porto Alegre, Editora Movimento) e Serge Goulart (dirigente da Esquerda Marxista, Editora Marxista).

Sexta-feira, 6 de outubro, às 18 h e 30’

Câmara Municipal de Porto Alegre

Avenida Loureiro da Silva, 255


Lançamento do livro “Stalin”, de Leon Trotsky, no Rio de Janeiro

Debate com Alan Woods (marxista britânico, dirigente da CMI), Luciana Genro (dirigente do MES/PSOL), Luiz Bicalho (dirigente da Esquerda Marxista, Editora Marxista) e Danilo Serafim (diretor do SEPE-RJ e do Coletivo Marxista Paulo Romão)

Segunda-feira, 9 de outubro, às 18 h e 30’

IFCS/UFRJ – Instituto de Filosofia e Ciências Sociais

Largo São Francisco de Paula, 1, Centro


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
“Enquanto os efeitos sanitários e econômicos da Covid-19 seguem fazendo-se sentir, escancarando a crise global do capitalismo, as lutas na América Latina começam a apresentar importantes conquistas no enfrentamento da extrema-direita continental. Na Bolívia, após meses de enfrentamentos e mobilização popular, a contundente vitória da chapa do MAS pôs fim ao governo ilegítimo e reacionário de Jeanine Áñez. No Chile, após as multitudinárias manifestações de 2019, o plebiscito levou a uma vitória esmagadora em favor de uma nova constituição elaborada por assembleia exclusiva. Na campanha eleitoral estadunidense em curso, está em jogo a possibilidade de derrotar o trumpismo, que anima movimentos neofascistas e racistas naquele país e em todo o mundo. Ao mesmo tempo, as eleições municipais brasileiras abrem a possibilidade de construir uma alternativa nas cidades que contribua para isolar e derrotar o bolsonarismo. A décima oitava edição da Revista Movimento debruça-se sobre esses processos de mobilização nas ruas e de enfrentamento eleitoral em curso”.