Porque Muhammad Ali não foi ao Vietnã
O puglista Muhammad Ali em foto de 1962 - Stanley Weston/Getty Images

Porque Muhammad Ali não foi ao Vietnã

Em 17 de janeiro de 1942 nascia Muhammad Ali, ativista político e um dos grandes nomes de todos os tempos da história do boxe.

Muhammad Ali 17 jan 2018, 17:55

Em 17 de janeiro de 1942 nascia Muhammad Ali, um dos grandes nomes de todos os tempos da história do boxe. Já considerado como o esportista do século, Ali manteve durante sua vida uma militância ativa e consciente, tendo sido um dos expoentes do movimento negro estadunidense dos anos 60. Neste belo vídeo que postamos em sua homenagem, o boxeador reafirma suas convicções humanistas, respondendo sobre os motivos de ter recusado lutar na guerra do Vietnã.


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
“Enquanto os efeitos sanitários e econômicos da Covid-19 seguem fazendo-se sentir, escancarando a crise global do capitalismo, as lutas na América Latina começam a apresentar importantes conquistas no enfrentamento da extrema-direita continental. Na Bolívia, após meses de enfrentamentos e mobilização popular, a contundente vitória da chapa do MAS pôs fim ao governo ilegítimo e reacionário de Jeanine Áñez. No Chile, após as multitudinárias manifestações de 2019, o plebiscito levou a uma vitória esmagadora em favor de uma nova constituição elaborada por assembleia exclusiva. Na campanha eleitoral estadunidense em curso, está em jogo a possibilidade de derrotar o trumpismo, que anima movimentos neofascistas e racistas naquele país e em todo o mundo. Ao mesmo tempo, as eleições municipais brasileiras abrem a possibilidade de construir uma alternativa nas cidades que contribua para isolar e derrotar o bolsonarismo. A décima oitava edição da Revista Movimento debruça-se sobre esses processos de mobilização nas ruas e de enfrentamento eleitoral em curso”.