Revista Movimento Movimento Movimento: crítica, teoria e ação

Outubro: Uma odisseia extraordinária

Outubro - História da Revolução Russa de China Miéville é um brilhante registro dos acontecimentos que se sucederam na Rússia de 1917.

Capa do livro de China Miéville
Capa do livro de China Miéville

Em 2017, no centenário da Revolução Russa, não foram poucos os que quiseram atribuir aos insurretos de 1917 a pecha de “golpistas” e outorga-lhes a responsabilidade sobre o regime despótico da URSS depois de Stalin. Buscando desativar o potencial explosivo da memória, Putin desfigurou as comemorações oficiais, proibindo cortejos alusivos à tomada do Palácio de Inverno. Também um setor da burguesia em seus editorais se utilizou de uma dupla tática: ora fazia vistas grossas ao tamanho do acontecimento, ora inventava versões que alimentavam a ignorância como a Rede Globo, o Fantástico e a Folha de São Paulo no auge do centenário de outubro. Neste cenário de combate acirrado, algumas publicações visaram polarizar a data. Dentro da esquerda revolucionária brasileira, é conhecido o nosso esforço editorial, ao lado da Esquerda Marxista, para publicar uma versão em português do livro Stalin de Leon Trotsky. Além disso, os companheiros do MAIS reeditaram o ensaio biográfico do criador do Exército Vermelho, Minha Vida (1929).

Em âmbito global, um brilhante registro veio à luz: Outubro- História da Revolução Russa de China Miéville. Originalmente editado pela Verso Books e publicado no Brasil pela Boitempo Editoral com 324 páginas, alcançou uma repercussão desagradável para os detratores da revolução. As qualidades de Outubro são tão inegáveis que a obra não pôde ser retirada da lista dos melhores de 2017 da insuspeita Revista Forbes. A narrativa nos coloca diante dos olhares simultâneos de um escritor, de um militante e de um artista. Formado em Antropologia Social, o autor se destaca como uma referência da New Weird. Seus textos ficcionais, bem como seu trabalho na revista Salvage, invariavelmente têm recebido uma série de honrarias literárias no universo anglofalante. Ademais, Miéville também se notabiliza por ser um engajado ativista que não renega a bandeira do socialismo.

Para além dos atributos políticos, históricos e literários, há algo de fantástico em seu livro que nos leva longe. Recordo de assistir à reprise de uma série no final do século passado. O começo tinha mais ou menos o seguinte enunciado: “Espaço: a fronteira final. Estas são as viagens da nave estelar Enterprise. Em sua missão de cinco anos… para explorar novos mundos… para pesquisar novas vidas… novas civilizações… audaciosamente indo onde nenhum homem jamais esteve.”

Este artigo faz parte da edição n. 7-8 da Revista Movimento. Para ler o texto completo compre a revista aqui!

Movimento - Crítica, teoria e ação

Apresentação

Esta é uma edição especial de nossa Revista Movimento. Como forma de contribuir para os debates que ocorrerão na VI Conferência Nacional de nossa corrente, o Movimento Esquerda Socialista, este volume reúne dois números da revista (7 e 8). Dessa forma, pretendemos oferecer à militância e a nossos aliados e leitores documentos que constam do temário oficial do evento, bem como materiais que possam subsidiar as discussões que se realizarão. Na expectativa de uma VI Conferência de debates proveitosos para nossa corrente, desejamos a todas e todos uma boa leitura deste volume!

Solzinho

Uma biografia inédita de Stalin escrita por Leon Trotsky Uma biografia inédita de Stalin escrita por Leon Trotsky

Leon Trotsky Joseph Stalin

MES: Movimento Esquerda Socialista MES: Movimento Esquerda Socialista