Temer na prisão! Basta de ataques aos direitos e à aposentadoria
Reprodução/TV Globo

Temer na prisão! Basta de ataques aos direitos e à aposentadoria

Mais do que nunca cabe ao povo se mobilizar e exigir que todas as medidas ilegítimas aprovadas na época em que o Temer foi presidente sejam revogadas.

Vários Autores 21 mar 2019, 16:40

Na manhã de hoje (21), Michel Temer e um de seus homens de confiança, Moreira Franco, foram presos. Os esquemas corruptos do ex-presidente, principalmente em torno do porto de Santos, são há muito tempo comentados no mundo político e agora, finalmente, comprovados.

Temer, que chegou ao poder de forma ilegítima, foi um dos piores presidentes de nossa história. Mentindo para o povo, aprovou medidas nefastas como a “PEC do teto” e a reforma trabalhista, e formulou o projeto de reforma da previdência que quer destruir a aposentadoria dos trabalhadores, projeto agora abraçado por Bolsonaro. Tudo isso foi feito, como sempre soubemos, com muita corrupção para manter a base parlamentar do presidente e os privilégios de sua equipe. Por tudo isso sua prisão está sendo comemorada pela maioria dos trabalhadores e trabalhadoras e pela juventude, que em 2017 foram parte ativa nas ruas pelo Fora Temer!

Nosso dever, agora, é de denunciar que o governo Bolsonaro quer levar adiante exatamente as mesmas medidas que o corrupto Michel Temer planejava. Especialmente a Reforma da Previdência, com objetivo de destruir a aposentadoria dos pobres e encher os cofres dos banqueiros e milionários. Enquanto isso, também suspeitas de corrupção, como o “laranjal” do PSL e de Flávio Bolsonaro, vão aparecendo no quintal do Presidente. Todas essas denúncias devem ser investigadas e apuradas.

Mais do que nunca cabe ao povo se mobilizar e exigir que todas as medidas ilegítimas aprovadas na época em que o Temer foi presidente sejam revogadas.

  • Sâmia Bomfim – Deputada Federal PSOL SP
  • Fernanda Melchionna – Deputada Federal PSOL RS
  • David Miranda – Deputado Federal PSOL RJ
  • Luciana Genro – Deputada Estadual PSOL RS
  • Babá – Vereador PSOL RJ
  • Mariana Riscali – Tesoureira Nacional PSOL
  • Israel Dutra – Secretario Relações Internacionais PSOL
  • Leandro Recife – Executiva Nacional PSOL
  • Márcio Silva – Executiva Nacional PSOL
  • Rosi Messias – Executiva Nacional PSOL
  • Sandro Pimentel – Deputado Estadual PSOL RN
  • Mônica Seixas – Co Deputada Estadual PSOL SP
  • Roberto Robaina – Vereador PSOL RS
  • Carlos Giannazi – Deputado Estadual PSOL SP
  • Pedro Ruas – ex Deputado Estadual PSOL RS
  • Raul Marcelo – ex Deputado Estadual PSOL SP
  • Mariana Conti – Vereadora PSOL Campinas
  • Fernanda Garcia – Vereadora PSOL Sorocaba
  • Celso Giannazi – Vereador PSOL São Paulo
  • Fernanda Miranda – Vereadora PSOL Pelotas
  • Alex Fraga – Vereador PSOL Porto Alegre
  • Michel Lima – Diretório Nacional PSOL
  • Douglas Diniz – Diretório Nacional do PSOL
  • Silvia Letícia – Executiva Estadual do PSOL Pará
  • Cássia Evangelista – Executiva municipal do PSOL Belém – Pará
  • Nancy Galvão – Executiva Estadual do PSOL São Paulo
  • Manuel Iraola – Executiva municipal do PSOL São Paulo
  • Ângelo Balbino – Executiva do PSOL Distrito Federal
  • Liliana Maiques – Feminista e tesoureira do PSOL Carioca
  • Duda Salabert, candidata ao senado pelo PSOL/MG em 2018

Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
O MES completa 20 anos. A edição n. 14-15 da Revista Movimento é dedicada por completo ao importante evento que marca duas décadas de nossa história. Apesar de jovens, podemos dizer que poucas organizações na história política da esquerda brasileira alcançaram essa marca com tamanho vigor. Longe de autoproclamação, desejamos transformar nossos êxitos em força social e militante para novos e amplos impulsos. Ainda não cumprimos uma maratona, mas nossa história sem dúvida deixou para trás a visão de curto prazo, que alguns adversários nos chegaram a prognosticar. Diante das muitas provas, vitórias e algumas derrotas, podemos celebrar e somar forças para enfrentar as tarefas imediatas: derrotar a tentação autoritária de Bolsonaro e avançar na construção de uma alternativa socialista.