Fernanda Melchionna discursa na ONU
Reprodução

Fernanda Melchionna discursa na ONU

Discurso da deputada Fernana Melchionna no debate “Tratado vinculante da ONU: reflexões dos membros de parlamentos regionais e nacionais da Europa, América Latina e Ásia”.

Fernanda Melchionna 17 out 2019, 14:06
Missão Genebra: Unificar a luta contra o autoritarismo e a impunidade

É preciso unificar a luta contra o autoritarismo com defesa dos direitos dos povos diante da voracidade do poder econômico que se aproveita da arquitetura existente da impunidade para violar direito dos povos latinoamericanos. Os direitos da maioria tem que estar acima do poder corporativo!Discurso da deputada Fernana Melchionna no debate "Tratado vinculante da ONU: reflexões dos membros de parlamentos regionais e nacionais da Europa, América Latina e Ásia" que faz parte da agenda de debates da Semana de Mobilização dos Povos durante a 5ª sessão do Grupo de Trabalho sobre Empresas e Direitos Humanos do Conselho de Direitos Humanos da ONU.

Posted by Fernanda Melchionna on Monday, October 14, 2019

Discurso da deputada Fernana Melchionna no debate “Tratado vinculante da ONU: reflexões dos membros de parlamentos regionais e nacionais da Europa, América Latina e Ásia” que faz parte da agenda de debates da Semana de Mobilização dos Povos durante a 5ª sessão do Grupo de Trabalho sobre Empresas e Direitos Humanos do Conselho de Direitos Humanos da ONU.


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
A décima terceira edição da Revista Movimento dedica-se ao debate sobre os desafios da esquerda socialista no Brasil diante da crise nacional que se desenrola há anos e do governo Bolsonaro. Para tanto, foram convidados dirigentes do PSOL, do MES e de outras organizações revolucionárias que atuam no partido. O dossiê sobre a estratégia da esquerda e o PSOL reflete os desafios da organização de um polo socialista no interior do partido. Há também, na seção nacional, reflexões sobre a crise econômica brasileira, as revelações de The Intercept e as lutas da juventude e da negritude. As efemérides do centenário da escola Bauhaus e do cinquentenário do levante de Stonewall também aparecem no volume, além da tese das mulheres do MES para o Encontro de Mulheres do PSOL.