Fernanda Melchionna discursa na ONU
Reprodução

Fernanda Melchionna discursa na ONU

Discurso da deputada Fernana Melchionna no debate “Tratado vinculante da ONU: reflexões dos membros de parlamentos regionais e nacionais da Europa, América Latina e Ásia”.

Fernanda Melchionna 17 out 2019, 14:06
Missão Genebra: Unificar a luta contra o autoritarismo e a impunidade

É preciso unificar a luta contra o autoritarismo com defesa dos direitos dos povos diante da voracidade do poder econômico que se aproveita da arquitetura existente da impunidade para violar direito dos povos latinoamericanos. Os direitos da maioria tem que estar acima do poder corporativo!Discurso da deputada Fernana Melchionna no debate "Tratado vinculante da ONU: reflexões dos membros de parlamentos regionais e nacionais da Europa, América Latina e Ásia" que faz parte da agenda de debates da Semana de Mobilização dos Povos durante a 5ª sessão do Grupo de Trabalho sobre Empresas e Direitos Humanos do Conselho de Direitos Humanos da ONU.

Posted by Fernanda Melchionna on Monday, October 14, 2019

Discurso da deputada Fernana Melchionna no debate “Tratado vinculante da ONU: reflexões dos membros de parlamentos regionais e nacionais da Europa, América Latina e Ásia” que faz parte da agenda de debates da Semana de Mobilização dos Povos durante a 5ª sessão do Grupo de Trabalho sobre Empresas e Direitos Humanos do Conselho de Direitos Humanos da ONU.


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
O MES completa 20 anos. A edição n. 14-15 da Revista Movimento é dedicada por completo ao importante evento que marca duas décadas de nossa história. Apesar de jovens, podemos dizer que poucas organizações na história política da esquerda brasileira alcançaram essa marca com tamanho vigor. Longe de autoproclamação, desejamos transformar nossos êxitos em força social e militante para novos e amplos impulsos. Ainda não cumprimos uma maratona, mas nossa história sem dúvida deixou para trás a visão de curto prazo, que alguns adversários nos chegaram a prognosticar. Diante das muitas provas, vitórias e algumas derrotas, podemos celebrar e somar forças para enfrentar as tarefas imediatas: derrotar a tentação autoritária de Bolsonaro e avançar na construção de uma alternativa socialista.