Amanhã: Debate – Em defesa do Museu Casa Leon Trotsky

Amanhã: Debate – Em defesa do Museu Casa Leon Trotsky

Debate imperdível com Leonardo Padura (autor de “O homem que amava os cachorros”), Esteban Volkov (neto de Trotsky), Alan Woods (trotskista britânico e historiador) e Gabriela Pérez Noriega (diretora do Museu Casa Leon Trotsky).

Revista Movimento 24 nov 2020, 20:20

80 anos após o assassinato de Leon Trotsky, seguimos defendendo seu legado. E uma das tarefas mais importantes neste sentido é a manutenção do Museu Casa Leon Trotsky, localizado na Cidade do México, que é parte viva de nossa tradição revolucionária.

Por isso, no próximo dia 25/11, quarta-feira, às 17 horas, o Movimento Esquerda Socialista e a Esquerda Marxista estão organizando uma live em defesa do Museu no canal da Revista Movimento no Youtube.

Com:
Leonardo Padura – escritor cubano, autor de “O homem que amava os cachorros”.
Esteban Volkov – neto de Leon Trotsky
Alan Woods – trotskista britânico e historiador
Gabriela Pérez Noriega – Diretora do Museu Casa Leon Trotsky

Realizadores: Roberto Robaina (Vereador de Porto Alegre, dirigente do MES e fundador do PSOL), Serge Goulart (Dirigente da Esquerda Marxista) e Israel Dutra (Secretário de Relações Internacionais do PSOL).


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
“Enquanto os efeitos sanitários e econômicos da Covid-19 seguem fazendo-se sentir, escancarando a crise global do capitalismo, as lutas na América Latina começam a apresentar importantes conquistas no enfrentamento da extrema-direita continental. Na Bolívia, após meses de enfrentamentos e mobilização popular, a contundente vitória da chapa do MAS pôs fim ao governo ilegítimo e reacionário de Jeanine Áñez. No Chile, após as multitudinárias manifestações de 2019, o plebiscito levou a uma vitória esmagadora em favor de uma nova constituição elaborada por assembleia exclusiva. Na campanha eleitoral estadunidense em curso, está em jogo a possibilidade de derrotar o trumpismo, que anima movimentos neofascistas e racistas naquele país e em todo o mundo. Ao mesmo tempo, as eleições municipais brasileiras abrem a possibilidade de construir uma alternativa nas cidades que contribua para isolar e derrotar o bolsonarismo. A décima oitava edição da Revista Movimento debruça-se sobre esses processos de mobilização nas ruas e de enfrentamento eleitoral em curso”.