Sâmia e PSOL querem Comissão da Câmara para monitorar Plano Nacional de Vacinação

Medida busca pressionar o governo federal a agilizar a imunização dos brasileiros contra o coronavírus.

Equipe Sâmia Bomfim 16 dez 2020, 14:29

A bancada do PSOL na Câmara apresentou na última terça-feira (15) um requerimento para criar uma Comissão Externa para acompanhar os atos do Poder Executivo no planejamento, monitoramento e execução do Plano Nacional de Vacinação.

Para os parlamentares, é fundamental que a Câmara, com a agilidade que se faz necessária, e em seu dever constitucional, acompanhe de perto os debates sobre o planejamento da vacinação no Brasil, bem como as etapas de execução e monitoramento do Plano Nacional de Vacinação em níveis nacional, estadual e municipal.

A Comissão Externa não cria gastos adicionais à Câmara dos Deputados e pode colaborar na análise, fiscalização e elaboração de medidas que garantam a vacinação e a proteção dos direitos mais básicos da população.

“A ineficácia do governo para lidar com a pandemia de COVID-19 afeta diretamente o processo de desenvolvimento de um plano de vacinação complexo. É importante lembrar que, recentemente, mais de 7 milhões de testes para o COVID estavam prontos para o descarte. Muitos deles parados por falta dos insumos necessários para sua realização. O mesmo não pode ser acontecer com as vacinas”, alertam os deputados do PSOL.

Artigo originalmente publicado no site da deputada.


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Ver todos

Podcast Em Movimento

Capa da última edição da Revista Movimento
Esta é a vigésima primeira edição da Revista Movimento, dedicada aos debates em curso do VII Congresso Nacional do PSOL. Nela encontram-se artigos de análise, polêmica e discussão programática para subsidiar os debates de nossos camaradas em todo o país e contribuir com a batalha pela pré-candidatura de nosso companheiro Glauber Braga à presidência da República pelo PSOL. A edição também conta com análises de importantes questões internacionais contemporâneas e de outros temas de interesse, como os desafios da luta pelo “Fora, Bolsonaro” e as crises hídrica e elétrica no Brasil. Num ano de 2021 ainda marcado pela tragédia da pandemia da Covid-19 e pelo descaso criminoso de governos em todo o mundo, lamentamos a perda de nosso grande camarada Tito Prado (1949-2021), militante internacionalista e dirigente de Nuevo Perú. A ele dedicamos esta edição de nossa revista e, em sua homenagem, publicamos artigos em sua memória. Boa leitura!