Sobre o 29. Eu gostaria de estar na rua? Não. Estarei? Sim.

O Deputado Federal Glauber Braga (PSOL-RJ) elege 5 motivos para participar do ato pelo Fora Bolsonaro no dia 29.

Glauber Braga 26 maio 2021, 10:19

Motivos

1. A política de morte do governo boicotou desde o início o isolamento social e apoio efetivo a trabalhadores pra que pudessem fazê-lo. Resultado: diariamente enfrentam os ônibus lotados pra sobreviver.

2. Mais de 116 milhões de pessoas estão passando por insegurança alimentar ou fome no Brasil segundo a Rede Penssan. Dessas, 43 milhões não contam com alimentos suficientes e 19 milhões passam fome. É muito absurdo! A culpa é do genocida e sua política econômica ultraliberal.

3. As mais de 452 mil mortes por COVID são responsabilidade da política genocida. Temos testagem em massa e dirigida? Não, bolsonaro boicotou. Temos distribuição consistente de equipamentos de prevenção? Não, boicotou. A vacinação está a conta-gotas? Sim, culpa do genocida.

4. Não fosse o bastante, os canalhas usam a pandemia pra passar a boiada. Já aprovaram “independência” do Banco Central, MP de privatização da Eletrobras, urgência da privatização dos Correios e por aí vai… Se aproveitam da dificuldade de mobilização pra entregar tudo.

5. Nesse contexto, em que fascistas ocupam ruas e tentam ganhar mais espaço, não resta outra opção. Por vacina no braço, comida no prato e Fora bolsonaro estarei dia 29 com toda energia. Colombianos e Chilenos estão mostrando o caminho mais eficaz pra fazer a direita recuar.


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Ver todos

Podcast Em Movimento

Capa da última edição da Revista Movimento
Esta é a vigésima primeira edição da Revista Movimento, dedicada aos debates em curso do VII Congresso Nacional do PSOL. Nela encontram-se artigos de análise, polêmica e discussão programática para subsidiar os debates de nossos camaradas em todo o país e contribuir com a batalha pela pré-candidatura de nosso companheiro Glauber Braga à presidência da República pelo PSOL. A edição também conta com análises de importantes questões internacionais contemporâneas e de outros temas de interesse, como os desafios da luta pelo “Fora, Bolsonaro” e as crises hídrica e elétrica no Brasil. Num ano de 2021 ainda marcado pela tragédia da pandemia da Covid-19 e pelo descaso criminoso de governos em todo o mundo, lamentamos a perda de nosso grande camarada Tito Prado (1949-2021), militante internacionalista e dirigente de Nuevo Perú. A ele dedicamos esta edição de nossa revista e, em sua homenagem, publicamos artigos em sua memória. Boa leitura!