Em defesa da gratuidade das Universidade Públicas: Por um novo Tsunami da Educação!



Em defesa da gratuidade das Universidade Públicas: Por um novo Tsunami da Educação!



Não à PEC 206.

Ricardo Souza 26 maio 2022, 09:23

Ao apagar das luzes deste desgoverno, é apresentada a PEC 206, que propõe a cobrança de mensalidade nas universidades federais.  Projeto defendido por  Kim  Kataguiri do MBL e por militares  bolsonaristas, mostra novamente o  quanto o neoliberalismo e o autoritarismo  se aliam para retroceder em conquistas democráticas da população em nome de lucros privados.

Este projeto, assim como o Future-se e à Reforma Administrativa de Bolsonaro e Guedes, é baseado no modelo chileno, amplamente rechaçado nas ruas, de “Estado Subsidiário” em que via de regra todos os serviços são pagos, e o Estado  apenas subsidia os mais pobres, transformando  direito social em mercadoria e desresponsabiliza o Governo de carrear recursos às Universidades, abrindo  caminho para a privatização.

Nas últimas décadas, principalmente devido às políticas de cotas e ações afirmativas, fruto da luta do movimento negro e estudantil, as universidades públicas se tornaram fatores determinantes de redução das desigualdades sociais e raciais, apesar dos recorrentes no orçamento da educação e dos últimos anos de pandemia em que o acesso à universidade tem se tornado mais difícil para as populações mais vulneráveis. 

Se o objetivo é garantir justiça social não se deve cobrar mensalidade de estudantes, mas taxar as fortunas, lucros, dividendos e remessas no exterior dos bilionários, ou ainda fazer a auditoria da Dívida Pública que consome mais de 50% do orçamento da união (2 trilhões). Cobrando de quem tem dinheiro sobrando é possível ampliar o investimento na Educação pública, com melhores estruturas e condições de trabalho e estudo, ampliar vagas e ampliar as políticas de ações afirmativas e assistência estudantil.

É urgente um amplo movimento em todo o país da comunidade  universitária, estudantes, técnicos-administrativos e docentes, bem como à população em geral, em defesa da Universidade pública, gratuita e de qualidade! 


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

   

Podcast Em Movimento

Capa da última edição da Revista Movimento
Esta é a vigésima quarta edição da Revista Movimento. Iniciando nossas publicações em 2022, preparamos uma edição com um dossiê de mulheres, organizado pelas mulheres do Movimento Esquerda Socialista (MES).