Melchionna participa de evento sobre abolição das dívidas ilegítimas
FM3

Melchionna participa de evento sobre abolição das dívidas ilegítimas

Congresso internacional foi realizado na semana passada, no Marrocos

Mandato Fernanda Melchionna 23 out 2023, 13:33

Foto: Agência Câmara

A deputada federal Fernanda Melchionna (PSOL-RS) participou e foi uma das painelistas do Congresso pela Abolição das Dívidas Ilegítimas, promovido pelo Comitê para a Abolição da Dívida do Terceiro Mundo (CADTM), organização internacional fundada em 1990, na Bélgica. O evento ocorreu de 12 a 15 de outubro, em Marrakech, Marrocos.

O encontro se trata de uma contra cúpula, realizado paralelamente às assembleias anuais do Banco Mundial e FMI, desta vez também realizadas em Marrakech, nas mesmas datas. Participaram do evento mais de 60 organizações e cerca de 10 redes internacionais. Foram realizadas quatro conferências plenárias e cerca de 50 workshops, além da marcha de abertura, para articular a luta internacional contra o colonialismo financeiro, além de propor caminhos econômicos alternativos aos do Banco Mundial e do FMI.

Fernanda Melchionna foi uma das painelistas ao lado dos militantes e especialistas no tema Eric Toussaint, cientista político belga, presidente da CADTM e militante da IV Internacional, Gilbert Achcar, escritor libanês professor da Universidade de Londres, e Aminata Traorê, ativista, escritora e ex-ministra da Cultura do Mali.

“Há 79 anos o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional criaram, e até hoje cobram, uma dívida injusta e ilegítima de países em desenvolvimento, agravando a desigualdade social e a exploração da classe trabalhadora. Foi uma honra fazer parte da contra cúpula e é importantíssima a troca de conhecimento para avançar na luta sobre esse tema que atinge a maioria dos países do sul global. Basta de exploração neocolonial!”, afirma Fernanda.


TV Movimento

Desenvolvimento Econômico e Preservação Ambiental: uma luta antineoliberal e anticapitalista

Assista à Aula 02 do curso do canal "Crítica Marxista", uma iniciativa de formação política da Fundação Lauro Campos e Marielle Franco, do PSOL, em parceria com a Revista Movimento. Acompanhe nosso site para conferir a programação completa do curso: https://flcmf.org.br.

Neofascismo e Negacionismo Climático: uma luta internacional

Curso de formação política sobre emergência climática e luta ecossocialista! Assista à Aula 01 do novo curso do canal "Crítica Marxista", uma iniciativa de formação política da Fundação Lauro Campos e Marielle Franco, do PSOL, em parceria com a Revista Movimento. Acompanhe o site da PLCMF para conferir a programação completa do curso: https://flcmf.org.br

Contra a extrema direita na França!

Oliver Besancenot, militante do Novo Partido Anticapitalista (NPA), fala sobre as tarefas da esquerda e os desafios da luta contra a extrema direita no país
Editorial
Israel Dutra e Roberto Robaina | 17 jul 2024

Se aproximam as eleições municipais: colocar o programa no centro da atividade política

As próximas eleições municipais brasileiras serão uma etapa importante da luta contra a extrema direita
Se aproximam as eleições municipais: colocar o programa no centro da atividade política
Edição Mensal
Capa da última edição da Revista Movimento
Revista Movimento nº 51
Esta edição da Revista tem como centro temático um “Dossiê: Transviando o marxismo”, por ocasião ao mês do Mês do Orgulho LGBTQIA+. Ela começa com o texto Manifesto Marxista-Pajubá que se propõe a imprimir uma perspectiva marxista à luta de travestis e demais pessoas trans e às formulações respectivas à transgeneridade. Organizado pelo Núcleo Pajubá do MES, este manifesto oferece um espaço de reflexão, resistência e articulação política, onde vozes diversas e potentes se encontram para desafiar o status quo opressor e explorador e construir lutas de emancipação.
Ler mais

Podcast Em Movimento

Colunistas

Ver todos

Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Ver todos

Podcast Em Movimento

Capa da última edição da Revista Movimento
Esta edição da Revista tem como centro temático um “Dossiê: Transviando o marxismo”, por ocasião ao mês do Mês do Orgulho LGBTQIA+. Ela começa com o texto Manifesto Marxista-Pajubá que se propõe a imprimir uma perspectiva marxista à luta de travestis e demais pessoas trans e às formulações respectivas à transgeneridade. Organizado pelo Núcleo Pajubá do MES, este manifesto oferece um espaço de reflexão, resistência e articulação política, onde vozes diversas e potentes se encontram para desafiar o status quo opressor e explorador e construir lutas de emancipação.