Argentina: deputada socialista Cele Fierro frente a frente com ministra Bullrich no tribunal
Cele-Fierro-2

Argentina: deputada socialista Cele Fierro frente a frente com ministra Bullrich no tribunal

A deputada do MST/FIT-U questionou o protocolo de repressão formulada pela ministra do governo Milei

Periodismo de Izquierda 8 fev 2024, 14:48

Via Periodismo de Izquierda

Cele Fierro (MST-Frente de Izquierda Unidad), deputada de esquerda do Parlamento de Buenos Aires, que é a força motriz por trás do recurso para contestar o Protocolo da Ministra Bullrich, deu sua opinião sobre a decisão do juiz Casanello, que estabeleceu limites para as ações do Ministério da Segurança.

Cele Fierro, membro do Parlamento de Buenos Aires , disse: “A decisão da Justiça é clara: ela diz a Bullrich em relação ao Protocolo: ‘Senhora, você tem que respeitar os direitos constitucionais de manifestação e os pactos internacionais sobre direitos humanos. E também, antes de agir, a senhora deve informar o judiciário”. Embora Casanello não suspenda o Protocolo nem o declare inconstitucional, como solicitamos, a medida é um passo importante que nos dá razão”.

Por fim, a líder de esquerda acrescentou: “O juiz convoca ambas as partes para uma audiência em 14 de fevereiro. Certamente convocaremos organizações e representantes da área de direitos humanos para nos apoiar. E espero que a ministra, que é muito corajosa nas redes sociais e ao dar ordens para reprimir, não tenha a covardia de não mostrar seu rosto e de se esconder. Quem reprime paga por isso, ministra”.


TV Movimento

Desenvolvimento Econômico e Preservação Ambiental: uma luta antineoliberal e anticapitalista

Assista à Aula 02 do curso do canal "Crítica Marxista", uma iniciativa de formação política da Fundação Lauro Campos e Marielle Franco, do PSOL, em parceria com a Revista Movimento. Acompanhe nosso site para conferir a programação completa do curso: https://flcmf.org.br.

Neofascismo e Negacionismo Climático: uma luta internacional

Curso de formação política sobre emergência climática e luta ecossocialista! Assista à Aula 01 do novo curso do canal "Crítica Marxista", uma iniciativa de formação política da Fundação Lauro Campos e Marielle Franco, do PSOL, em parceria com a Revista Movimento. Acompanhe o site da PLCMF para conferir a programação completa do curso: https://flcmf.org.br

Contra a extrema direita na França!

Oliver Besancenot, militante do Novo Partido Anticapitalista (NPA), fala sobre as tarefas da esquerda e os desafios da luta contra a extrema direita no país
Editorial
Israel Dutra e Roberto Robaina | 17 jul 2024

Se aproximam as eleições municipais: colocar o programa no centro da atividade política

As próximas eleições municipais brasileiras serão uma etapa importante da luta contra a extrema direita
Se aproximam as eleições municipais: colocar o programa no centro da atividade política
Edição Mensal
Capa da última edição da Revista Movimento
Revista Movimento nº 51
Esta edição da Revista tem como centro temático um “Dossiê: Transviando o marxismo”, por ocasião ao mês do Mês do Orgulho LGBTQIA+. Ela começa com o texto Manifesto Marxista-Pajubá que se propõe a imprimir uma perspectiva marxista à luta de travestis e demais pessoas trans e às formulações respectivas à transgeneridade. Organizado pelo Núcleo Pajubá do MES, este manifesto oferece um espaço de reflexão, resistência e articulação política, onde vozes diversas e potentes se encontram para desafiar o status quo opressor e explorador e construir lutas de emancipação.
Ler mais

Podcast Em Movimento

Colunistas

Ver todos

Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Ver todos

Podcast Em Movimento

Capa da última edição da Revista Movimento
Esta edição da Revista tem como centro temático um “Dossiê: Transviando o marxismo”, por ocasião ao mês do Mês do Orgulho LGBTQIA+. Ela começa com o texto Manifesto Marxista-Pajubá que se propõe a imprimir uma perspectiva marxista à luta de travestis e demais pessoas trans e às formulações respectivas à transgeneridade. Organizado pelo Núcleo Pajubá do MES, este manifesto oferece um espaço de reflexão, resistência e articulação política, onde vozes diversas e potentes se encontram para desafiar o status quo opressor e explorador e construir lutas de emancipação.