Em memória de Stalin Pérez Borges
WhatsApp-Image-2024-02-28-at-11.23.03

Em memória de Stalin Pérez Borges

O combativo dirigente trotskista venezuelano faleceu hoje, 28/02, em Buenos Aires

Hoje perdemos Stalin Pérez Borges, dirigente sindical e líder político trotskista venezuelano.

Stalin foi um grande dirigente sindical e líder politico venezuelano e latinoamericano. Foi militante do MIR, dirigente do PST/La Chispa e fundador de Marea Socialista. Nos últimos anos, militava junto à organização quartista LUCHAS e, junto com Luís Bonilla e outros companheiros, era responsável pelo periódico eletrônico Insisto y Resisto.

Stalin Pérez Borges foi nosso parceiro desde sempre e parte da corrente histórica trotskista latinoamericana. Estivemos juntos em momentos decisivos da luta de classe na Venezuela. Foi fundador da UNETE e, num esforço comum com o MES/PSOL brasileiro, o MST argentino e o La lucha Continua (hoje Sumate) peruano, fundou Marea Socialista e animou seu ingresso no PSUV de Hugo Chaves, onde atuamos com independência e combatividade.

Stalin dirigiu nossa corrente venezuelana com independência em relação ao governo bolivariano de Hugo Chaves e foi um dos principais dirigentes na luta histórica dos metalúrgicos de SIDOR pela nacionalização da Siderúrgica do Orinoco. Esteve à frente do seu sindicato em Carabobo, dirigindo importantes batalhas dentro e fora da arena sindical. Com Marea Socialista, foi líder de uma fração importante do movimento operário venezuelano independente e combativo.

Perdemos Stalin na manhã desta quarta-feira, 28/02/24, em Buenos Aires, após mais de 21 dias de luta contra as complicações de uma pancreatite. Ele deixa Marilu Coello, sua companheira de toda a vida, e dois filhos, além uma legião de companheiros de lutas por todo continente.

Stalin Pérez Borges, presente!


TV Movimento

Palestina livre: A luta dos jovens nos EUA contra o sionismo e o genocídio

A mobilização dos estudantes nos Estados Unidos, com os acampamentos pró-Palestina em dezenas de universidades expôs ao mundo a força da luta contra o sionismo em seu principal apoiador a nível internacional. Para refletir sobre esse movimento, o Espaço Antifascista e a Fundação Lauro Campos e Marielle Franco realizam uma live na terça-feira, dia 14 de maio, a partir das 19h

Roberto Robaina entrevista Flávio Tavares sobre os 60 anos do golpe de 1º de abril

Entrevista de Roberto Robaina com o jornalista Flávio Tavares, preso e torturado pela ditadura militar brasileira, para a edição mensal da Revista Movimento

PL do UBER: regulamenta ou destrói os direitos trabalhistas?

DEBATE | O governo Lula apresentou uma proposta de regulamentação do trabalho de motorista de aplicativo que apresenta grandes retrocessos trabalhistas. Para aprofundar o debate, convidamos o Profº Ricardo Antunes, o Profº Souto Maior e as vereadoras do PSOL, Luana Alves e Mariana Conti
Editorial
Paula Kaufmann | 16 jun 2024

O outono feminista em defesa do aborto legal

A luta contra o retrocesso representado pelo PL do aborto coloca o movimento de mulheres novamente nas ruas
O outono feminista em defesa do aborto legal
Edição Mensal
Capa da última edição da Revista Movimento
Revista Movimento nº 51
Esta edição da Revista tem como centro temático um “Dossiê: Transviando o marxismo”, por ocasião ao mês do Mês do Orgulho LGBTQIA+. Ela começa com o texto Manifesto Marxista-Pajubá que se propõe a imprimir uma perspectiva marxista à luta de travestis e demais pessoas trans e às formulações respectivas à transgeneridade. Organizado pelo Núcleo Pajubá do MES, este manifesto oferece um espaço de reflexão, resistência e articulação política, onde vozes diversas e potentes se encontram para desafiar o status quo opressor e explorador e construir lutas de emancipação.
Ler mais

Podcast Em Movimento

Colunistas

Ver todos

Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Ver todos

Podcast Em Movimento

Capa da última edição da Revista Movimento
Esta edição da Revista tem como centro temático um “Dossiê: Transviando o marxismo”, por ocasião ao mês do Mês do Orgulho LGBTQIA+. Ela começa com o texto Manifesto Marxista-Pajubá que se propõe a imprimir uma perspectiva marxista à luta de travestis e demais pessoas trans e às formulações respectivas à transgeneridade. Organizado pelo Núcleo Pajubá do MES, este manifesto oferece um espaço de reflexão, resistência e articulação política, onde vozes diversas e potentes se encontram para desafiar o status quo opressor e explorador e construir lutas de emancipação.