Conheça Ederson Rodrigues, um dos heróis desta calamidade

Conheça Ederson Rodrigues, um dos heróis desta calamidade

A história do Ederson em meio a situação trágica e caótica do Rio Grande do Sul ilustra a história de milhares de gaúchos e gaúchas que, diante da catástrofe, se organizaram tal qual heróis para salvar o máximo de pessoas possível

Mandato Luciana Genro 10 maio 2024, 19:29

Neste capítulo tão triste da história do Rio Grande do Sul foram inúmeros os pedidos de socorro e resgate que chegaram ao mandato da deputada estadual Luciana Genro (PSOL). Diante da tragédia, Ederson Rodrigues, policial militar licenciado e assessor do mandato, colocou-se à disposição para sair de Pelotas, onde mora, e ir até a Região Metropolitana realizar resgates de pessoas ilhadas, utilizando uma lancha emprestada.

Mesmo com trechos da rodovia alagados, Ederson chegou até Guaíba, onde ajudou em diversos salvamentos e, com a cidade devastada, dormiu algumas horas em um posto de gasolina, para ficar próximo do local dos resgates que faria no dia seguinte. Posteriormente ele se deslocaria a Eldorado do Sul, um dos municípios mais atingidos e com mais pedidos de resgate.

“No primeiro dia, sofri um choque de realidade, pois não tinha a dimensão ainda do que estava acontecendo. Chegando aos locais inundados, tive que guardar os sentimentos que tudo aquilo causava, abaixar a cabeça e trabalhar. Encontrei pessoas maravilhosas que viraram parceiros nessa luta pela vida das pessoas. Salvamos muita gente, muita mesmo, pessoas incrédulas, desesperadas, crianças sem entender o que se passava,” desabafou.

Conta que em um resgate no bairro Sans Souci de Eldorado, por exemplo, ele e um dos socorristas liberaram seus lugares na lancha para levar duas pessoas que estavam passando mal. Como a correnteza era muito forte, eles aguardaram o retorno da embarcação segurando em uma árvore, dentro da água.

“Neste dia, estávamos completamente exaustos, quando retornaram para me buscar já era noite. Navegamos com pouquíssima visibilidade, mas conseguimos chegar. Molhados, com frio, e extremamente desgastados, pois além do medo de sofrer algum acidente, ainda tínhamos medo de termos o reboque da lancha furtado, o que infelizmente aconteceu muito”, narrou Ederson ao lembrar que, ao vivenciar tudo isso, só pensava nas tantas pessoas que não conseguiram ajuda.

Após uma semana de resgates, ele retornou em segurança a Pelotas, que também começou a ser impactada pelas enchentes. Com alguns machucados, olheiras e cansaço, trouxe inúmeras amizades que encontrou pelo caminho, que o ajudaram a cumprir esse trabalho exemplar. São pessoas que contribuíram de diversas formas: desde proporcionar uma refeição, até conseguir cobertor para que dormisse, ainda que dentro do carro em um posto de gasolina, aquecido.

A história do Ederson em meio a situação trágica e caótica do Rio Grande do Sul ilustra a história de milhares de gaúchos e gaúchas que, diante da catástrofe, se organizaram tal qual heróis para salvar o máximo de pessoas possível.

Em meio ao maior desastre climático do estado, toda a equipe do mandato da deputada Luciana Genro se mobilizou em uma força tarefa organizada, dividida em grupos de trabalho, para prestar auxílio e solidariedade aos atingidos.

“Eu tenho dito que o Ederson é nosso herói. Estamos contando com uma grande rede, uma mobilização muito grande da equipe e conseguimos ajudar de muitas formas a população atingida, inclusive com doação de água. Conseguir colaborar também diretamente nos resgates me dá muito orgulho”, afirma Luciana Genro.

Os custos dessa ação foram cobertos com ajuda da Vakinha organizada pela Emancipa Mulher, que tem o apoio dos mandatos dos parlamentares do PSOL RS. As doações podem ser feitas pelo Pix: emancipamulher@gmail.com.


TV Movimento

Palestina livre: A luta dos jovens nos EUA contra o sionismo e o genocídio

A mobilização dos estudantes nos Estados Unidos, com os acampamentos pró-Palestina em dezenas de universidades expôs ao mundo a força da luta contra o sionismo em seu principal apoiador a nível internacional. Para refletir sobre esse movimento, o Espaço Antifascista e a Fundação Lauro Campos e Marielle Franco realizam uma live na terça-feira, dia 14 de maio, a partir das 19h

Roberto Robaina entrevista Flávio Tavares sobre os 60 anos do golpe de 1º de abril

Entrevista de Roberto Robaina com o jornalista Flávio Tavares, preso e torturado pela ditadura militar brasileira, para a edição mensal da Revista Movimento

PL do UBER: regulamenta ou destrói os direitos trabalhistas?

DEBATE | O governo Lula apresentou uma proposta de regulamentação do trabalho de motorista de aplicativo que apresenta grandes retrocessos trabalhistas. Para aprofundar o debate, convidamos o Profº Ricardo Antunes, o Profº Souto Maior e as vereadoras do PSOL, Luana Alves e Mariana Conti
Editorial
Paula Kaufmann | 16 jun 2024

O outono feminista em defesa do aborto legal

A luta contra o retrocesso representado pelo PL do aborto coloca o movimento de mulheres novamente nas ruas
O outono feminista em defesa do aborto legal
Edição Mensal
Capa da última edição da Revista Movimento
Revista Movimento nº 51
Esta edição da Revista tem como centro temático um “Dossiê: Transviando o marxismo”, por ocasião ao mês do Mês do Orgulho LGBTQIA+. Ela começa com o texto Manifesto Marxista-Pajubá que se propõe a imprimir uma perspectiva marxista à luta de travestis e demais pessoas trans e às formulações respectivas à transgeneridade. Organizado pelo Núcleo Pajubá do MES, este manifesto oferece um espaço de reflexão, resistência e articulação política, onde vozes diversas e potentes se encontram para desafiar o status quo opressor e explorador e construir lutas de emancipação.
Ler mais

Podcast Em Movimento

Colunistas

Ver todos

Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Ver todos

Podcast Em Movimento

Capa da última edição da Revista Movimento
Esta edição da Revista tem como centro temático um “Dossiê: Transviando o marxismo”, por ocasião ao mês do Mês do Orgulho LGBTQIA+. Ela começa com o texto Manifesto Marxista-Pajubá que se propõe a imprimir uma perspectiva marxista à luta de travestis e demais pessoas trans e às formulações respectivas à transgeneridade. Organizado pelo Núcleo Pajubá do MES, este manifesto oferece um espaço de reflexão, resistência e articulação política, onde vozes diversas e potentes se encontram para desafiar o status quo opressor e explorador e construir lutas de emancipação.