Contra a privatização das esolas no Paraná!
manifestantes-protestaram-contra-a-privatizacao-da-gestao-de-escolas-no-parana-1717522717176_v2_450x450.jpg

Contra a privatização das esolas no Paraná!

O projeto do governador Ratinhop Jr. é um ataque sem precedentes à educação pública no estado

Direção do MES Curitiba 8 jun 2024, 11:19

Foto: Valdir Amaral

Na última terça-feira (04), a Assembleia Legislativa do Paraná aprovou o Programa “Parceiro da Escola” apresentado pelo governador Ratinho Júnior. O projeto é um ataque sem precedentes à educação pública no Paraná: privatiza a gestão das escolas, transformando a rede estadual de ensino em um balcão de negócios dos interesses do empresariado e prevê repasses milionários de recursos públicos para as empresas, ameaçando a carreira de milhares de professores e o próprio futuro das escolas públicas.

Trabalhadores em greve e estudantes deram uma demonstração de forças em um grande ato que reuniu mais de 20 mil pessoas na segunda-feira (03) em Curitiba e que ocupou a ALEP exigindo a retirada do projeto de lei, que seria apreciado à portas fechadas naquele mesmo dia. Em uma manobra antidemocrática, o deputado Ademar Traiano (PSD), presidente da casa, suspendeu a sessão que foi retomada posteriormente de maneira remota, onde a base do governo, sem estar cara a cara com estudantes e professores, aprovou o projeto em primeiro turno.

Desde a deflagração da greve das professoras e professores da rede estadual de ensino, as ameaças das diretorias dos núcleos regionais de educação contra a categoria, o assédio da secretaria de educação contra pais e responsáveis por meio de disparos em massa de fake news, e as tentativas de criminalizar a greve, como os pedidos de prisão contra dirigentes sindicais, tem sido a prática do governo para barrar a luta contra a privatização das escolas e impor de maneira violenta um projeto que ataca os direitos do povo paranaense.

A repressão e a perseguição contra estudantes e trabalhadores são parte fundamental da receita do programa neoliberal. Em um estado que têm servido de laboratório do desmonte da educação pública, a criminalização da luta serve como contenção da reação social aos ataques do governo.
A organização pelas bases e a mobilização são a única resposta capaz de barrar o projeto privatista e o governador Ratinho Junior sabe disso; por isso tenta intimidar aquelas e aqueles que lutam.

Mesmo diante das ameaças e intimidações, não abaixaremos a cabeça! Seguiremos nos organizando no chão da escola para barrar na luta a privatização da educação pública! É fundamental a unidade entre o movimento estudantil, professores e demais trabalhadores das escolas para colocar Ratinho Júnior contra a parede e exigir a revogação do projeto! O Ministério Público do Trabalho (MPT) convocou o governo do Paraná a abrir mesa de negociação com a APP Sindicato. A pressão nas ruas será fundamental para enfrentar os interesses dos empresários sedentos pelo lucro!

Nossa escola não está à venda!


TV Movimento

Palestina livre: A luta dos jovens nos EUA contra o sionismo e o genocídio

A mobilização dos estudantes nos Estados Unidos, com os acampamentos pró-Palestina em dezenas de universidades expôs ao mundo a força da luta contra o sionismo em seu principal apoiador a nível internacional. Para refletir sobre esse movimento, o Espaço Antifascista e a Fundação Lauro Campos e Marielle Franco realizam uma live na terça-feira, dia 14 de maio, a partir das 19h

Roberto Robaina entrevista Flávio Tavares sobre os 60 anos do golpe de 1º de abril

Entrevista de Roberto Robaina com o jornalista Flávio Tavares, preso e torturado pela ditadura militar brasileira, para a edição mensal da Revista Movimento

PL do UBER: regulamenta ou destrói os direitos trabalhistas?

DEBATE | O governo Lula apresentou uma proposta de regulamentação do trabalho de motorista de aplicativo que apresenta grandes retrocessos trabalhistas. Para aprofundar o debate, convidamos o Profº Ricardo Antunes, o Profº Souto Maior e as vereadoras do PSOL, Luana Alves e Mariana Conti
Editorial
Paula Kaufmann | 16 jun 2024

O outono feminista em defesa do aborto legal

A luta contra o retrocesso representado pelo PL do aborto coloca o movimento de mulheres novamente nas ruas
O outono feminista em defesa do aborto legal
Edição Mensal
Capa da última edição da Revista Movimento
Revista Movimento nº 51
Esta edição da Revista tem como centro temático um “Dossiê: Transviando o marxismo”, por ocasião ao mês do Mês do Orgulho LGBTQIA+. Ela começa com o texto Manifesto Marxista-Pajubá que se propõe a imprimir uma perspectiva marxista à luta de travestis e demais pessoas trans e às formulações respectivas à transgeneridade. Organizado pelo Núcleo Pajubá do MES, este manifesto oferece um espaço de reflexão, resistência e articulação política, onde vozes diversas e potentes se encontram para desafiar o status quo opressor e explorador e construir lutas de emancipação.
Ler mais

Podcast Em Movimento

Colunistas

Ver todos

Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Ver todos

Podcast Em Movimento

Capa da última edição da Revista Movimento
Esta edição da Revista tem como centro temático um “Dossiê: Transviando o marxismo”, por ocasião ao mês do Mês do Orgulho LGBTQIA+. Ela começa com o texto Manifesto Marxista-Pajubá que se propõe a imprimir uma perspectiva marxista à luta de travestis e demais pessoas trans e às formulações respectivas à transgeneridade. Organizado pelo Núcleo Pajubá do MES, este manifesto oferece um espaço de reflexão, resistência e articulação política, onde vozes diversas e potentes se encontram para desafiar o status quo opressor e explorador e construir lutas de emancipação.