ARGÉLIA | Alerta ambiental não é crime! É um dever
Kamel Aissat

ARGÉLIA | Alerta ambiental não é crime! É um dever

O professor e militante ambientalista Kamel Aissat esta sendo perseguido judicialmente por publicações recentes

Luc Mineto 30 nov 2023, 22:55

Após as manifestações do Hirak que sacudiram a Argélia em 2019, o governo do atual presidente Abdelmadjid Tebboune vem redobrando de autoritarismo e vem reprimindo duramente jornalistas, militantes políticos e ecologistas e sindicalistas.

Domingo dia 3 de dezembro, Kamel Aissat comparecera frente ao tribunal de Bejaia para responder das acusações de “publicação prejudicial à unidade nacional” e de “publicação prejudicial ao interesse nacional”.

É sua posição como cientista em relação ao projeto de mineração de zinco e chumbo de Tala-Hamza-Amizour (na região de Bejaïa) que está sendo processada. Em várias ocasiões, Kamel alertou a opinião pública e as autoridades sobre as possíveis consequências para a saúde da população e o meio ambiente.

Para ele, essa mina não é como uma mina de ferro, pois o chumbo é um metal pesado potencialmente neurotóxico. Ele afirma que o chumbo tem muitos efeitos sobre a saúde humana e pode causar doenças neurológicas, malformações congênitas, envenenamento por chumbo (presença excessiva de chumbo no organismo com efeitos nocivos, especialmente em crianças e mulheres grávidas). O chumbo, acrescenta, é transmitido pelo ar, pela grama e pela água.

Recentemente o Panama mostrou o caminho: lá a força dos movimentos sociais derrotou Presidência, Parlamento e Justiça, obrigando a corte Suprema a declarar inconstitucional a a Lei 406 que autorizava a mineração da prata (outro metal pesado nos diria o professor Aissat!) na região de Penonomé.

Domingo todas as acusações contra Kamel Aissat devem ser abandonadas!


Reproduzimos a seguir o post de Samir Larabi, jornalista da rede KBC de televisão da Argélia:

O alerta ambiental não é um crime! É um dever.

O julgamento público do professor AISSAT Kamel (ativista dos direitos democráticos e ecológicos e membro suspenso do PST) está marcado para domingo, 3 de dezembro, às 9 horas, no tribunal de Béjaïa. Está processado por “publicação prejudicial à unidade nacional” e “publicação prejudicial ao interesse nacional”. O Professor AISSAT limitou-se a dar um parecer científico especializado, juntamente com outros peritos da região, em benefício das associações e do público em geral, a seu pedido. Ele exprimiu reservas quanto ao estudo de impacto da WMZ sobre o projeto da mina de chumbo-zinco de Amizour. Alertou para a necessidade de preservar a zona húmida de Ramsar no vale de Soummam e os recursos hídricos (águas subterrâneas).

Tal como fez durante a pandemia de COVID, os incêndios, os efeitos das descargas não controladas, a exploração do gás de xisto, a agricultura biológica e o desenvolvimento sustentável, tudo num contexto marcado pelas alterações climáticas, cujas consequências são visíveis.

O alerta ambiental não é um crime. Todas as opiniões expressas pelo Sr. AISSAT estão em consonância com a defesa do interesse nacional, garantindo a gestão sustentável e a proteção dos nossos recursos.

A preocupação com as gerações futuras é um dever. A nossa total solidariedade com o militante e cientista AISSAT Kamel.


TV Movimento

Desenvolvimento Econômico e Preservação Ambiental: uma luta antineoliberal e anticapitalista

Assista à Aula 02 do curso do canal "Crítica Marxista", uma iniciativa de formação política da Fundação Lauro Campos e Marielle Franco, do PSOL, em parceria com a Revista Movimento. Acompanhe nosso site para conferir a programação completa do curso: https://flcmf.org.br.

Neofascismo e Negacionismo Climático: uma luta internacional

Curso de formação política sobre emergência climática e luta ecossocialista! Assista à Aula 01 do novo curso do canal "Crítica Marxista", uma iniciativa de formação política da Fundação Lauro Campos e Marielle Franco, do PSOL, em parceria com a Revista Movimento. Acompanhe o site da PLCMF para conferir a programação completa do curso: https://flcmf.org.br

Contra a extrema direita na França!

Oliver Besancenot, militante do Novo Partido Anticapitalista (NPA), fala sobre as tarefas da esquerda e os desafios da luta contra a extrema direita no país
Editorial
Israel Dutra e Roberto Robaina | 17 jul 2024

Se aproximam as eleições municipais: colocar o programa no centro da atividade política

As próximas eleições municipais brasileiras serão uma etapa importante da luta contra a extrema direita
Se aproximam as eleições municipais: colocar o programa no centro da atividade política
Edição Mensal
Capa da última edição da Revista Movimento
Revista Movimento nº 51
Esta edição da Revista tem como centro temático um “Dossiê: Transviando o marxismo”, por ocasião ao mês do Mês do Orgulho LGBTQIA+. Ela começa com o texto Manifesto Marxista-Pajubá que se propõe a imprimir uma perspectiva marxista à luta de travestis e demais pessoas trans e às formulações respectivas à transgeneridade. Organizado pelo Núcleo Pajubá do MES, este manifesto oferece um espaço de reflexão, resistência e articulação política, onde vozes diversas e potentes se encontram para desafiar o status quo opressor e explorador e construir lutas de emancipação.
Ler mais

Podcast Em Movimento

Colunistas

Ver todos

Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Ver todos

Podcast Em Movimento

Capa da última edição da Revista Movimento
Esta edição da Revista tem como centro temático um “Dossiê: Transviando o marxismo”, por ocasião ao mês do Mês do Orgulho LGBTQIA+. Ela começa com o texto Manifesto Marxista-Pajubá que se propõe a imprimir uma perspectiva marxista à luta de travestis e demais pessoas trans e às formulações respectivas à transgeneridade. Organizado pelo Núcleo Pajubá do MES, este manifesto oferece um espaço de reflexão, resistência e articulação política, onde vozes diversas e potentes se encontram para desafiar o status quo opressor e explorador e construir lutas de emancipação.