Solidariedade ao povo de Porto Rico
Reprodução

Solidariedade ao povo de Porto Rico

Nota da Executiva Nacional do PSOL sobre a luta em Porto Rico.

PSOL 25 jul 2019, 17:01

O PSOL expressa sua solidariedade com o levante do povo de Porto Rico em sua luta contra o corrupto Governador Ricardo Rosselló. Após uma semana de protestos massivos exigindo a renúncia do governador e seus assessores, a repressão policial continua, mas os protestos crescem na capital San Juan e se estendem na ilha. Em 17 de julho, mais de 350 mil pessoas marcharam pelas ruas da capital, uma concentração sem precedentes.

O levante se iniciou após as prisões de várias lideranças governamentais como a ex-secretária de Educação, Julia Keleher. Keleher utilizou contratos públicos para favorecer pessoas próximas e implementou uma política de privatização do sistema de educação pública, além de promover o fechamento de mais de 400 escolas.

Neste cenário, o estopim da revolta foi o vazamento de mensagens nas quais o Governador Rosselló e funcionários de sua administração e alguns assessores revelam uma grande quantidade de delitos como obstrução da justiça, despedir pessoas por razões políticas, retaliar líderes de oposição, usar fundos públicos para fins privados, entre outros. Tudo isso permeados por mensagens machistas, homofóbicas e racistas dos participantes, exemplificando a mentalidade daqueles que governam o país como se fosse sua propriedade privada, com desprezo total pela população, ainda que publicamente se apresentem como o contrário.

O PSOL declara todo apoio ao povo porto-riquenho que se levanta, e se reúne na solidariedade internacional em defesa das manifestações democráticas, contra a repressão realizada pelo governo Rosselló e exigindo sua saída do cargo.

Expressamos nossa admiração pela luta persistente do povo de Porto Rico, exemplo para as lutas do mundo. Exigimos a libertação das pessoas detidas ou acusadas como resultado de participação nesta resistência. Nos unimos ao chamado à renúncia imediata do Governador Ricardo Rosselló.

Porto Rico se levanta!
Todo apoio desde o Brasil!

Executiva Nacional do PSOL
23 de julho de 2019


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
“Enquanto os efeitos sanitários e econômicos da Covid-19 seguem fazendo-se sentir, escancarando a crise global do capitalismo, as lutas na América Latina começam a apresentar importantes conquistas no enfrentamento da extrema-direita continental. Na Bolívia, após meses de enfrentamentos e mobilização popular, a contundente vitória da chapa do MAS pôs fim ao governo ilegítimo e reacionário de Jeanine Áñez. No Chile, após as multitudinárias manifestações de 2019, o plebiscito levou a uma vitória esmagadora em favor de uma nova constituição elaborada por assembleia exclusiva. Na campanha eleitoral estadunidense em curso, está em jogo a possibilidade de derrotar o trumpismo, que anima movimentos neofascistas e racistas naquele país e em todo o mundo. Ao mesmo tempo, as eleições municipais brasileiras abrem a possibilidade de construir uma alternativa nas cidades que contribua para isolar e derrotar o bolsonarismo. A décima oitava edição da Revista Movimento debruça-se sobre esses processos de mobilização nas ruas e de enfrentamento eleitoral em curso”.