Revista Movimento Movimento Movimento: crítica, teoria e ação

Lançamento Revista Movimento n. 10

Ouça, na íntegra, fala de Bernardo Corrêa no lançamento da edição n. 10 da Revista Movimento em Pelotas.

Ouça, na integra, fala de Bernardo Corrêa, no lançamento da edição 10 da Revista Movimento. Em seu terceiro ano de atividade, é uma produção da Editora Movimento, vinculada com o Movimento Esquerda Socialista, corrente interna da sigla.

Para ouvir, acesso o site da Rádio Psol Pelotas: https://www.psolpelotas.com.br/multimidia/radio-psol-pelotas/

A Revista Movimento nº 10 traz um artigo especial sobre os 80 anos de fundação da IV Internacional, comemorados em 2018. A publicação apresenta ainda materiais históricos fundamentais, como o Programa de Transição e o discurso enviado por Trotsky ao congresso fundacional em Paris, além de inéditos em português, como um artigo de Jean Van Heijenoort, secretário pessoal de Trotsky, sobre a história da IV Internacional. Acompanham ainda entrevistas exclusivas com Cinzia Arruzza, referência internacional nos estudos de gênero e feminismo, e com Esteban Volkov, neto de Trotsky. Também há traduções exclusivas de uma entrevista de Harvey sobre a atualidade de Marx em seu bicentenário de nascimento e do mais recente artigo de Pierre Rousset analisando a geopolítica chinesa, além de outros conteúdos.

Movimento - Crítica, teoria e ação

Apresentação

Neste mês de março, preparamos uma nova edição da Revista Movimento, dedicada especialmente para a reflexão e elaboração política sobre a luta das mulheres. Selecionamos um conjunto de materiais - artigos teóricos, textos políticos, documentos e uma especial entrevista - com o intuito de aprofundar o esforço consciente demonstrado por nossa organização nos últimos anos em avançar na compreensão sobre o tipo de feminismo que defendemos, bem como sobre o papel essencial e a importância estratégica que a luta feminista tem para a construção de um projeto anticapitalista. Um desafio exigido pela atual conjuntura, marcada pela ascensão de governos de extrema-direita no mundo, na qual o movimento feminista tem se apresentado como contraponto e trincheira de resistência fundamental. Por isso, esta edição pretende, antes de mais nada, auxiliar e fortalecer nossas intervenções feministas nesse momento, a começar por duas datas muito significativas que inauguram este mês: o 8 e o 14 de março, dia em que se completará um ano do brutal assassinato de nossa companheira Marielle Franco. Esperamos que seja proveitoso e sirva como instrumento para as nossas batalhas. Boa leitura!

Solzinho

MES: Movimento Esquerda Socialista MES: Movimento Esquerda Socialista