Dia mundial da saúde
Panelaço 7/4

Dia mundial da saúde

Terça-feira dia 7/4 é o dia mundial da saúde e de um grande panelaço, às 20 horas, em defesa da vida, dos profissionais da saúde e contra Bolsonaro. Participe!

Etevaldo Souza Teixeira 5 abr 2020, 14:06

Na terça-feira, 7 de abril de 2020, devemos registrar como um dia de luta em defesa da vida e dos profissionais da saúde. A crise sanitária e econômica atinge o sistema globalmente. No Brasil a pandemia do coronavírus toma proporções enormes e numa escalada exponencial. Porém, o presidente Bolsonaro contra ciência tem incentivado as pessoas a saírem para ruas, rompendo a orientação do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde. Vamos mostrar nossa indignação e insatisfação e defender a vida e a saúde.

 É o momento de aumentar a sonoridade com um grande panelaço.

TODA SOLIDARIEDADE AOS PROFISSIONAIS DA SAÚDE:

1) Em defesa da vida de quem cuida da saúde

2) Em defesa do SUS  

3) EPI’S (máscaras, luvas, gorro, óculos de proteção ou protetor facial, avental, álcool gel e higienização dos locais de trabalho) para os profissionais da saúde

4) Testes rápidos em massa nos profissionais da saúde, trabalhadores dos serviços essenciais e no conjunto da população

5) Investimentos: contratação de profissionais da saúde, criação de novos leitos de UTI equipados com respiradores.

GRANDE PANELAÇO

DIA 07/04 – ÀS 20 H


Parlamentares do Movimento Esquerda Socialista (PSOL)

Capa da última edição da Revista Movimento
Na 16ª edição, estão disponíveis dois dossiês. No primeiro, sobre o ecossocialismo, podem-se se encontrar as recentes teses de Michael Löwy, além de uma entrevista com o sociólogo e dirigente da IV Internacional. Também publicamos uma entrevista com Zé Rainha, dirigente da FNL, sobre sua trajetória de luta e os desafios dos socialistas no Brasil; uma entrevista com Antônia Cariongo, dirigente quilombola e do PSOL-MA; e artigos de Luiz Fernando Santos, sobre a lógica marxista e a Amazônia, e de Marcela Durante, do Setorial Ecossocialista do PSOL. O segundo dossiê traz algumas análises iniciais sobre a pandemia de coronavírus. Há artigos de Mike Davis e Daniel Tanuro; documentos do MES e do Bureau da IV Internacional; além de uma densa análise de nossas companheiras Evelin Minowa, Joyce Martins, Luana Alves, Natália Peccin Gonçalves, Natalia Pennachioni e Vanessa Couto e de um artigo do camarada Bruno Magalhães. A seção de depoimentos traz um instigante artigo de Pedro Fuentes sobre a história de seu irmão Luis Pujals, o primeiro desaparecido político da história da Argentina. Já a seção internacional traz uma análise do sociólogo William I. Robinson sobre a situação latino-americana.